IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

'Acham que queremos acabar com o dólar', diz Lula na China sobre americanos

Do UOL,

14/04/2023 21h54

O presidente Lula falou sobre o papel do NDB (Novo Banco de Desenvolvimento), o banco dos Brics, da relação entre Brasil e China, e sobre a possibilidade de negociação entre os países em yuan. O petista concedeu entrevista ao canal chinês CCTV.

O que aconteceu:

O presidente defendeu a possibilidade de uma nova moeda, que não seja o dólar, para negociação entre os países, e disse que os Estados Unidos não recebem bem a ideia. Para Lula, estas decisões têm impactos positivos e negativos.

Nossos amigos americanos têm uma preocupação com qualquer coisa nova que se crie, em se tratando de banco ou de moeda, porque eles acham que queremos acabar com o dólar como moeda de referência para o comércio exterior. Foi assim quando se criou o euro na Europa, os Estados Unidos ficaram muito ofendidos."
Lula, em entrevista ao apresentador Wang Guan

Quando eu falava que era preciso criar uma nova moeda, que um país do tamanho da China e do tamanho do Brasil não precisa negociar com base no dólar. Você pode ter uma moeda criada, que pode ser organizada pelos bancos centrais dos dois países e a gente fazer a nossa troca comercial nas nossas moedas. Isso é uma novidade, é uma coisa a ser estudada, a ser pensada."
Lula

Lula destacou a importância dos Brics e das relações comerciais entre Brasil e China, e também afirmou que ambos têm "um potencial econômico muito grande".

Ele defendeu que haja "tranquilidade" à frente do NDB para que não sejam cometidos erros e para que a instituição torne-se referência para países em desenvolvimento. "Não temos que ter pressa em transformar o banco do Brics num extraordinário, grande banco."