IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Homem mais rico do mundo cria disputa entre filhos para escolher sucessor

Bernard Arnault está tocando uma disputa entre seus cinco filhos para escolher seu sucessor à frente do grupo LVMH - Jérémy Barande / Ecole polytechnique
Bernard Arnault está tocando uma disputa entre seus cinco filhos para escolher seu sucessor à frente do grupo LVMH Imagem: Jérémy Barande / Ecole polytechnique

Do UOL, em São Paulo

21/04/2023 14h32

Bernard Arnault está tocando uma disputa entre seus cinco filhos para escolher seu sucessor à frente do grupo LVMH, de acordo com o Wall Street Journal. Arnault é o homem mais rico do mundo e tem uma fortuna avaliada em mais de 200 bilhões de dólares.

Quem está na disputa?

Delphine Arnault, de 48 anos, chefe executiva da grife Dior

Antoine Arnault, de 45 anos, diretor executivo da grife Dior

Alexandre Arnault, de 30 anos, vice-presidente executivo da Tiffany & Co.

Frédéric Arnault, de 28 anos, diretor executivo da TAG Heuer

Jean Arnault, de 24 anos, diretor de marketing e desenvolvimento na divisão de relógios da Louis Vuitton

Como é a disputa?

Filhos são avaliados em almoços mensais. Com duração de 90 minutos, os encontros na sala de jantar da sede do LVMH começam com a leitura por Arnault de uma lista de tópicos a serem discutidos. Depois disso, ele pede a opinião dos filhos sobre os temas, geralmente relacionados à gestão das empresas.

O lobo de cashmere. Esse é o apelido de Arnault, que tem 74 anos, nasceu na fronteira da França com a Bélgica e hoje administra empresas avaliadas em 480 bilhões de dólares. Filho de um empreiteiro, ele estudou na tradicional Ecole Polytechnique e fez fortuna ao comprar firmas ligadas ao mercado de luxo.

Pai treina filhos há anos. Ele sempre submeteu os herdeiros a testes de conhecimentos matemáticos e os levou para viagens de negócios. Embora Arnault quase não fale sobre o tema, sabe-se que a escolha será feita com base no mérito. Enquanto isso, os filhos evitam que qualquer tipo de rivalidade transpareça.

Qual é o perfil de cada filho?

Só uma mulher na disputa. Filha mais velha, Delphine trabalhou por 12 anos na Dior e, depois disso, passou os últimos 10 anos na Louis Vuitton — até se tornar chefe executiva da primeira grife em janeiro.

Antoine, o conselheiro. Nos últimos tempos, o filho de 45 anos tem aconselhado o pai com sucesso a ser mais transparente nos negócios. Foi dele a ideia de publicar o quanto a companhia pagou em impostos em 2022.

Alexandre tem calcanhar de aquiles. Filho de Arnault ganhou destaque nos negócios da família ao negociar compra da marca alemã Rimowa, em 2017. Foi responsável pela renovação da Tiffany, comprada em 2021 — mas é visto como menos preparado por não ter feito Ecole Polytechnique.

Frédéric, o observador. Primeiro filho do segundo casamento fez Ecole Polytechnique e fundou startup de pagamentos eletrônicos — antes de ir trabalhar na divisão de relógios da Louis Vuitton. Ele é conhecido por ser um atento ouvinte em reuniões.

Jean, o caçula. Filho mais novo de Arnault estudou no Instituto de Tecnologia de Massachusetts e no Imperial College de Londres. Hoje, trabalha na fábrica de relógios do grupo, na Suíça.