IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Corte no preço da gasolina, diesel e gás passa a valer hoje; veja valores

Gasolina deve ficar, em média, R$ 0,20 mais barata nos postos de combustível - DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO
Gasolina deve ficar, em média, R$ 0,20 mais barata nos postos de combustível Imagem: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

17/05/2023 04h00

Os novos preços anunciados pela Petrobras começam a valer nesta quarta-feira (17). O governo estima redução de R$ 0,20, em média, no preço da gasolina nas bombas.

Preço para distribuidoras

O reajuste foi anunciado nesta terça-feira (16) e os valores se referem ao valor do combustível nas distribuidoras. O repasse da redução de preços vai variar de acordo com os revendedores. Veja a seguir os preços anunciados.

Gasolina: de R$ 3,18 para R$ 2,78 por litro (redução de R$ 0,40, queda de 12,6%)

Diesel: de R$ 3,46 para R$ 3,02 por litro (redução de R$ 0,44, queda de 12,8%)

Gás de cozinha (GLP): de R$ 3,22 para R$ 2,53 por quilo (redução de R$ 8,97 por botijão de 13 kg, queda de 21,3%)

Para o consumidor

No posto, o preço médio do litro da gasolina poderá cair de R$ 5,49 para R$ 5,20. Já o diesel S10, cairá de R$ 5,57 para R$ 5,18. A estimativa foi feita pelo presidente da Petrobras.

O botijão de gás deve ficar abaixo dos R$ 100 pela primeira vez desde outubro de 2021. Segundo Prates, o preço médio do botijão de 13 kg ficará em R$ 99,87.

O repasse não será automático. A redução dos preços nos postos de combustíveis será percebida pela população à medida que os estoques de diesel e gasolina forem repostos. Vale lembrar que o valor final nas bombas é afetado também por outros fatores como impostos, mistura de biocombustíveis e margens de lucro da distribuição e da revenda.

Redução acontece após anúncio de nova política de preços

Ontem, a Petrobras pôs fim ao chamado PPI (Paridade de Preços Internacional), política de preços em vigor desde outubro de 2016. Esse modelo usava o custo do barril de petróleo no mercado internacional e a cotação do dólar para definir o preço dos combustíveis à venda no Brasil. Os repasses dos valores também eram mais frequentes.

Agora, a empresa vai levar em consideração outros fatores para definir o preço da gasolina e do diesel. A estatal ainda não detalhou como será a formação do preço, mas afirmou que o objetivo é evitar o repasse das cotações internacionais e da taxa de câmbio para os preços internos. Entenda em 4 pontos a nova política de preços da Petrobras.

Nos últimos anos, os preços dos combustíveis tiveram altas acima da inflação. O preço médio do litro da gasolina comum passou de R$ 3,66 em outubro de 2016 para R$ 5,51 em abril de 2023, segundo levantamento da ANP. A alta de 50,5% supera a inflação medida pelo IPCA acumulada no mesmo período, de 40,3%.

O diesel quase dobrou com paridade de preços. O preço médio do diesel saltou de R$ 3,01 em outubro de 2016 para R$ 5,76 em abril deste ano. O aumento de 91,3% também impactou diretamente no preço da comida, uma vez que o combustível é usado nas máquinas agrícolas e no transporte rodoviário.