IPCA
0,83 Mai.2024
Topo

Brasil cria 180 mil empregos formais em abril

Dados do Caged foram divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho - Ronaldo Silva/PhotoPress/Estadão Conteúdo
Dados do Caged foram divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho Imagem: Ronaldo Silva/PhotoPress/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

31/05/2023 15h06Atualizada em 31/05/2023 16h28

Foram criados 180.005 empregos com carteira assinada no Brasil no mês de abril, apontam dados do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho.

O que aconteceu?

O número de novos empregos formais criados caiu 6,7% na comparação com março, cujo saldo em números revisados foi de 192.915 vagas. O resultado ficou 12,4% abaixo do registrado em abril do ano passado, quando foram geradas 205.499 vagas.

O saldo de 180 mil empregos no mês é o resultado de 1.865.279 admissões e de 1.685.274 desligamentos registrados.

No acumulado no ano, país criou 705 mil empregos formais. Nos primeiros 4 meses de 2022, o saldo foi de 825 mil vagas..

Salário médio de admissão sobe. Os novos contratados receberam, em média R$ 2.015,58, R$ 44,47 a mais do que a média de março, um aumento de 2,3%.

O número de trabalhadores com carteira assinada no país chegou a 43,1 milhões. Esse contingente representa um aumento de 0,42% em relação ao mês anterior.

Em abril, houve saldo positivo de vagas nos cinco grandes grupos de atividades econômicas. O destaque ficou com serviços, que abriram 103.894 postos. Houve criação de 18.713 empregos formais na indústria, 26.937 no setor de construção e 27.559 no comércio. Na agricultura, por sua vez, foram abertos 2.902 postos de trabalho em termos líquidos..

O que é o Caged

Os dados do Novo Caged se referem apenas às vagas com carteira assinada. Como as companhias podem atualizar as informações de contratações e desligamentos de maneira retroativa, os dados podem variar de mês a mês. O levantamento não capta os dados do mercado de trabalho informal, como a Pnad Contínua do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), por exemplo.

Desde janeiro de 2020, o uso do Sistema do Caged foi substituído pelo eSocial. Atualmente, todas as empresas estão obrigadas a declarar as movimentações de trabalhadores formais por meio do eSocial. Com a mudança, a metodologia do Novo Caged passou a ser composto por informações captadas dos sistemas eSocial, Caged e Empregador Web.

Desemprego segue estável. Pela manhã, o IBGE divulgou que a taxa de desemprego no país ficou em 8,5% no trimestre encerrado em abril. A taxa foi a menor para o período desde abril de 2015, mas ainda são 9,1 milhões de brasileiros desocupados.