Bolsas

Câmbio

Uma semana após alta, governo estuda baixar imposto sobre etanol, diz fonte

  • Shutterstock

SÃO PAULO, 27 Jul (Reuters) - O governo vai reduzir as alíquotas de PIS/Cofins sobre etanol, mas manterá os aumentos já decididos para gasolina e diesel, disse nesta quinta-feira (27) uma fonte da equipe econômica à agência de notícias Reuters.

Ainda não está definido para quanto as alíquotas sobre o etanol serão reduzidas, acrescentou a fonte, que falou sob a condição de anonimato.

Na semana passada, o governo decidiu aumentar as alíquotas de PIS/Cofins sobre combustíveis, prevendo injeção de R$ 10,4 bilhões nos cofres públicos, com o objetivo de assegurar o cumprimento da meta fiscal em meio à ainda cambaleante recuperação econômica.

Em relação ao etanol produtor, a alíquota passou de R$ 0,12 para R$ 0,1309 por litro, enquanto para a categoria etanol distribuidor, passou de zero para R$ 0,1964 por litro.

A maior contribuição prevista para a arrecadação é com o aumento da alíquota de PIS/Cofins sobre a gasolina, que foi elevada para o patamar de R$ 0,7925 por litro, aumento de R$ 0,41. A alíquota sobre diesel passou de R$ 0,2480 para R$ 0,4615 por litro.

Houve questionamento de que as alíquotas não poderiam ser superiores a 9,25% do preço médio de venda do etanol nas bombas.

(Por Patrícia Duarte; Edição de Luciano Costa)

População entende alta dos combustíveis, como diz Temer?

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos