PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Cotações

Bancos italianos e ações de tecnologia fazem índices tocarem máximas em 12 semanas

06/02/2019 17h14

Por Josephine Mason e Helen Reid

LONDRES (Reuters) - Os índices acionários europeus tocaram máximas de 12 semanas nesta quarta-feira, apoiados em fortes ganhos em bancos italianos e ações de tecnologia, enquanto a Ubisoft recuou após um alerta de receita da fabricante de videogames norte-americana Electronic Arts.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,10 por cento, a 1.437,84 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,2 por cento.

Ações de bancos, que começaram o dia pressionando o mercado, reverteram direção e subiram graças a um rali em bancos italianos após um novo título italiano de vencimento em 30 anos atrair demanda recorde, um sinal positivo para papéis do governo.

As ações de Intesa Sanpaolo e Unicredit subiram 2,4 e 4,4 por cento, respectivamente, ajudando a levar o índice de bancos para uma alta de 1 por cento, principal ganho do STOXX.

Além de bancos, desdobramentos de fusões e aquisições também impactaram as negociações.

As ações da Alstom subiram 4,1 por cento após Bruxelas rejeitar o plano da fabricante francesa de trilhos de se unir à divisão de trilhos da Siemens , com investidores alegando que a decisão removeu incerteza e abriu caminho para possíveis acordos alternativos.

Também registrou uma perda significativa a empresa francesa de jogos Ubisoft , que caiu 9,5 por cento após a fabricante norte-americana de videogames Electronic Arts cortar sua perspectiva de receita devido às vendas fracas de seu mais novo título "Battlefield".

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,06 por cento, a 7.173 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,38 por cento, a 11.324 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,08 por cento, a 5.079 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,82 por cento, a 19.996 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,10 por cento, a 9.100 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,89 por cento, a 5.215 pontos.

Cotações