PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Juiz autoriza governo dos EUA a intervir em caso contra processadoras de frango

27/06/2019 15h45

Por Tom Polansek e Barbara Smith e Jonathan Stempel

CHICAGO/NOVA YORK (Reuters) - Um juiz federal dos Estados Unidos permitiu que o governo do país intervenha no duradouro litígio em que varejistas e consumidores acusam Tyson Foods, Pilgrim's Pride e outras processadoras de carne de frango de conspirarem para inflacionar os preços do produto.

O juiz distrital norte-americano Thomas Durkin, de Chicago, concedeu o pedido de intervenção governamental depois de o Departamento de Justiça ter dito na última semana que iniciou uma investigação criminal relacionada às alegações de conluio para fixação de preços, o que as empresas negam ter feito.

"Agora o governo está no caso", disse Durkin em uma audiência.

Os advogados do Departamento de Justiça afirmaram que a intervenção protegeria a integridade da uma investigação do júri sobre o assunto, e minimizaria o grau de interferência dos processos civis, iniciados por consumidores, sob qualquer caso criminal.

Eles também disseram que os consumidores, e evidentemente as processadoras de frango, não representariam adequadamente seus interesses, inclusive se acusações criminais fossem lançadas.

O litígio civil começou em 2016, quando a distribuidora alimentícia nova-iorquina Maplevale Farms e outros acusaram as empresas de conspirarem desde o início de 2008 para "fixar, elevar, manter e estabilizar" os preços de um corte de frango que representa a maior parte do produto vendido nos EUA.

(Reportagem de Tom Polansek e Barbara Smith em Chicago e Jonathan Stempel em Nova York)