PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Imóveis

Registro de imóveis dispara após escrituras online em cartórios

Movimento veio após CNJ permitir que escrituras públicas e procurações possam ser feitas de forma remota - Getty Images/MicroStockHub
Movimento veio após CNJ permitir que escrituras públicas e procurações possam ser feitas de forma remota Imagem: Getty Images/MicroStockHub

Aluísio Alves

Da Reuters, em São Paulo

20/08/2020 17h22

Os registros de compra e venda de imóveis subiram 43% de maio a julho, após regulamentação das transações por canal estritamente eletrônico no país, informou hoje o Colégio Notarial do Brasil (CNB), entidade que representa os cartórios.

O movimento veio após a CNJ (Corregedoria Nacional de Justiça) permitir que a realização de escrituras públicas e procurações possam ser feitas de forma remota, por videoconferência por meio da plataforma única e-Notariado, a partir de junho.

"Assim, uma série de serviços antes feitos de forma exclusivamente presencial passaram a ser feitos remotamente e assinados eletronicamente", afirmou o CNB.

Em números absolutos, as escrituras de compra e venda passaram de 63.248, em maio, para 90.314 em julho, com crescimento registrado em todos os Estados, com destaque para Amapá (1.100%), Amazonas (147%), Alagoas, (89%), Maranhão (84%), Roraima (84%), Sergipe (84%) e Ceará (75%).

Imóveis