PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Azul recebe proposta de financiamento da BNDESPar

Um Airbus A321neo da Azul - Vinícius Casagrande/UOL
Um Airbus A321neo da Azul Imagem: Vinícius Casagrande/UOL

Marcelo Rochabrun

Em São Paulo

14/09/2020 09h03

A Azul disse na noite de ontem que recebeu da BNDES Participações e de um sindicato de bancos uma proposta de apoio financeiro para ajudar a empresa a superar os impactos da pandemia de coronavírus que pode diluir suas ações em até 15% com base nos valores de fechamento de sexta-feira (11).

A proposta encaminhada prevê uma oferta pública de um instrumento financeiro híbrido com objetivo de captar no mínimo 2 bilhões de reais e consiste numa combinação de debêntures simples e bônus de subscrição, cujos valores serão determinados através do processo de bookbuilding da oferta.

Prevê também que a BNDESPar seja o investidor âncora podendo subscrever até 60% da oferta enquanto os bancos prestarão garantia firme de até 10% da mesma. O valor remanescente deverá ser captado junto a outros investidores através da oferta pública, relatou a Azul no comunicado.

A companhia aérea afirmou que sua posição de caixa é melhor do que o inicialmente estimado e analisará a proposta juntamente com outras alternativas de financiamento.