PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Bolsonaro lamenta que Fiesp patrocine nota em favor da democracia: 'Viés político-eleitoral'

25.jul.2022 - Presidente Jair Bolsonaro participa do fórum Agribusiness em São Paulo - Ettore Chiereguini/Agil/Estadão Conteúdo
25.jul.2022 - Presidente Jair Bolsonaro participa do fórum Agribusiness em São Paulo Imagem: Ettore Chiereguini/Agil/Estadão Conteúdo

Pedro Fonseca

no Rio de Janeiro

28/07/2022 20h59Atualizada em 28/07/2022 23h09

(Reuters) - O presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) lamentou nesta quinta-feira que a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) tenha preparado um documento em defesa da democracia e afirmou ser uma nota político-eleitoral.

"Uma nota política-eleitoral que nasceu lamentavelmente na Fiesp em São Paulo. Se não tivesse o viés político nessa nota eu assinaria sem problema nenhum", disse Bolsonaro em sua transmissão semanal ao vivo pelas redes sociais.

Apesar da menção de Bolsonaro à Fiesp, a instituição ainda não divulgou o manifesto que está preparando com o apoio de demais organizações empresariais e da sociedade civil em defesa da democracia e do sistema de votação brasileiro.

Nesta semana, na verdade, foi divulgado um amplo manifesto organizado pelo Faculdade de Direito da USP também em defesa da democracia e do sistema de votação, que contou com assinaturas de banqueiros, empresários, juristas e personalidades.

"Não consigo entender. Estão com medo do quê? Se eu estou há três anos e meio no governo, nunca teve uma palavra minha, uma ação, um gesto, nunca falei em controlar a mídia, controlar mídias sociais... nada. Por que isso?", questionou Bolsonaro na live.

Bolsonaro tem feito repetidamente ataques infundados contra o sistema eleitoral brasileiro, colocando em dúvida a segurança das urnas eletrônicas. O presidente já chegou a dizer que não aceitará o resultado de eleições que não considere justas. Além disso, várias vezes ele se referiu ao Exército brasileiro como "meu Exército" e afirmou que são as Forças Armadas que garantem a democracia.