IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Dólar passa a subir frente ao real com mercado digerindo dados de emprego dos EUA

10/04/2023 09h16

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar abandonou perdas iniciais e passou a subir frente ao real nesta segunda-feira, com investidores digerindo dados de emprego norte-americanos fortes mas amplamente em linha com o esperado que foram publicados na Sexta-feira Santa, quando os mercados locais estavam fechados.

Às 9:57 (horário de Brasília), o dólar à vista avançava 0,44%, a 5,0806 reais na venda. Essa alta estava em linha com os ganhos de 0,50% do índice que compara a divisa norte-americana a uma cesta de pares fortes.

Na B3, às 9:57 (horário de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento subia 0,49%, a 5,0960 reais.

O relatório do Departamento do Trabalho norte-americano mostrou na semana passada que a Economia dos EUA abriu 236 mil empregos no mês passado, ritmo considerado forte. Economistas consultados pela Reuters previam abertura de 239 mil vagas.

Ao mesmo tempo, a taxa de desemprego do país caiu para 3,5% em março.

"O 'payroll' foi o contraponto para a tese de desaceleração da economia e reforçou o caminho do Fed para um novo aumento de taxa no próximo mês", disse Eduardo Moutinho, analista de mercado da Ebury. "Acreditamos que o dólar deve receber um novo impulso essa semana refletindo esse cenário."

Os mercados futuros de juros dos EUA --que até quinta-feira passada viam um cenário de manutenção de taxas pelo Fed na próxima reunião como mais provável-- passou a embutir 70% de chance de o banco central norte-americano subir os custos dos empréstimos em 0,25 ponto percentual em seu encontro de maio.

Quanto mais altos os juros nos EUA, mais o dólar tende a se beneficiar de fluxos de entrada no seguro mercado de renda fixa norte-americano.

Enquanto isso, no Brasil, investidores monitoravam o noticiário envolvendo a proposta de arcabouço fiscal do governo, que deve ser enviada ao Congresso na terça-feira. No entanto, alguns participantes do mercado temem atrasos nessa entrega, já que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva viaja à China nesta semana.

Na quinta-feira, a moeda norte-americana à vista subiu 0,16%, a 5,0582 reais na venda.