Bolsas

Câmbio

Ibovespa fecha em queda afetado por commodities

A queda no preço das commodities no mercado internacional ajudou a derrubar o Ibovespa. O índice recuou 1,56% aos 64.718 pontos e movimentou R$ 6,6 bilhões. O preço do petróleo caiu no mercado internacional depois de os dados oficiais dos Estados Unidos mostraram um aumento nos estoques americanos e uma alta na produção de xisto. O preço do minério de ferro caiu 2,9%, em Qingdao, na China, para US$ 87,19 a tonelada.


Aqui, as ações da Petrobras e da Vale recuaram e ajudaram o Ibovespa a ficar no terreno negativo. Juntas, as duas ações da Petrobras respondem por 10,5% da composição do Ibovespa e seus movimentos influenciam o comportamento do índice. As ações preferenciais da Petrobras recuaram 4,15% e os papéis ordinários tiveram queda de 6,17%.


As ações da Vale também fecharam em baixa e os papéis PNA recuaram 2,72% e os ordinários caíram 2,59%. Em relatório, os analistas do Citi mantiveram a recomendação de compra para as ações da Vale com preço-alvo de R$ 46,34. A agência de classificação de risco Fitch Ratings elevou a perspectiva de rating em moeda local da empresa, de negativa para estável.


Os investidores também reduziram a exposição em ativos de risco após dados americanos mostrarem que foram criadas mais vagas no setor privado americano, em fevereiro, do que o previsto por analistas. No mês passado, foram criadas 298 mil vagas no mês passado. A expectativa era de 188 mil vagas. O aumento dos postos de trabalho reforça as apostas de que o Fed, banco central americano, pode elevar os juros básicos da economia na próxima semana.


Outros destaques do dia foram as ações da Gerdau. A Gerdau Metalúrgica aprovou a permuta de ações da Gerdau com o BTG Pactual. A empresa fará uma OPA (Oferta Pública de Ações) com proposta de permuta de ações ordinárias da Gerdau por preferenciais. A iniciativa da oferta de permuta de ações integra esforços para reduzir a alavancagem. A proporção de OPA para ações da Gerdau será de 1 para 1, com prêmio de 41%. As ações preferenciais da Gerdau caíram 6,76%, os papéis da Gerdau Metalúrgica tiveram baixa de 7,54%, papéis ordinários da Gerdau subiram 17,71%.


Na ponta oposta, as ações com destaque de alta foram das companhias exportadoras como Fibria, que teve alta de 3,54%, e Suzano Papel e Celulose, teve ganho de 2,55%. Além da alta do dólar, que sobe 1,36% par R$ 3,16, e favorece o caixa dessas companhias, o aumento do preço da celulose de fibra curta na China e na Europa ajuda o desempenho das companhias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos