PUBLICIDADE
IPCA
0,21 Jan.2020
Topo

Todos a Bordo


Aviões têm chave? Buzina? Farol? Veja 5 curiosidades sobre jatos comerciais

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Aviões são equipamentos complexos, mas alguns itens simples são essenciais para voo
  • Para ligar um avião não é preciso chave, mas limpador de para-brisa quebrado pode impedir voo
  • Buzina é instrumento de comunicação, não de alerta
  • Aviões têm diversas luzes, para iluminar caminho e orientar demais aeronaves ao redor

Os jatos comerciais são máquinas tão complexas que muita gente tem dúvidas se alguns itens simples existem ou não nos aviões. Para ligar um jato, por exemplo, o piloto precisa usar chaves ou basta acionar alguns botões?

Se você imagina que uma buzina seria algo totalmente inútil em avião, saiba que elas existem, sim. Mas para que serve a buzina de um avião? Não, não é para espantar pássaros.

Veja abaixo cinco curiosidades sobre os aviões comerciais.

Daniel Leal-Olivas/AFP Photo
Imagem: Daniel Leal-Olivas/AFP Photo

1. Avião tem chave para ligar?

Os aviões de pequeno porte têm chave para trancar as portas e dar partida no motor. Nos jatos comerciais, o sistema para ligar o avião pode até parecer complexo, mas é feito acionando apenas alguns botões dentro da cabine de comando.

O acionamento dos motores é feito com o uso de pressão pneumática. O motor auxiliar injeta ar para os motores principais. Isso faz com que a turbina comece a girar e, consequentemente, movimente as outras partes do motor, como o fan e os compressores. Com o aumento da rotação, o motor começa a queimar o combustível e gerar a própria energia.

Para que isso aconteça, o piloto precisa, basicamente, acionar as bombas de combustível e hidráulicas, além do sistema de partida do motor. Conforme aumenta o fluxo de combustível, o piloto precisa checar os parâmetros do motor para saber se está tudo dentro da normalidade antes de seguir viagem.

Divulgação
Imagem: Divulgação

2. Avião tem buzina?

Apesar de aparentemente estranho, os jatos comerciais têm buzina, mas a função dela é bem diferente da dos carros. É um instrumento de comunicação, e não de alerta. Ela é acionada pelo tripulante apenas em terra, para chamar a atenção da equipe mecânica.

Outra diferença em relação à buzina dos carros é que o botão, identificado como "Ground", "GND" ou "horn", fica em meio a outros comandos, e não no manche (como no volante do carro).

Com som de alta frequência, que lembra uma sineta, ela pode ser ouvida mesmo em meio a toda a barulheira de um aeroporto. O som varia de acordo com o modelo e fabricante do avião.

A caixa de som está localizada embaixo do avião, no vão onde o trem de pouso fica recolhido, e lembra bastante as caixas acústicas portáteis usadas para ouvir música em casa.

Divulgação
Imagem: Divulgação

3. Avião pode andar de ré?

Embora as aeronaves não tenham uma marcha à ré, os aviões conseguem andar para trás por conta própria com o uso dos reversos dos motores. Criado para funcionar como freio durante o pouso, o reverso forma uma concha na parte traseira do motor e inverte a direção do fluxo de ar.

Com a aeronave parada em solo, o piloto pode acionar o reverso e aplicar potência no motor. Dessa forma, o ar que dá impulso ao deslocamento do avião será direcionado para frente, e a aeronave se movimentará para trás.

Essa técnica só deve ser utilizada em último caso, quando não há nenhum trator de "push back" disponível e a aeronave precisa se movimentar. Isso porque a manobra gasta muito combustível, pois o motor precisa estar com potência elevada. A força dos motores também polui e faz muito barulho, e aumenta as chances de algum detrito que estava no chão ser jogado para dentro do motor.

Divulgação
Imagem: Divulgação

4. Avião tem farol?

Os aviões têm diversas luzes localizadas em pontos diferentes da aeronave. O farol é chamado de "landing lights" (luzes de pouso). Ele é acionado quando o avião está em solo ou na aproximação final para o pouso. Como nos carros, serve para iluminar o caminho que o avião percorre em terra firme.

Os aviões ainda contam com luzes coloridas nas pontas das asas. São vermelhas do lado esquerdo e verdes do lado direito. Na cauda, há uma luz branca. Elas são chamadas de luzes de navegação ou luzes de anticolisão. Sua função principal é indicar para outras aeronaves que se aproximam qual a direção que aquele determinado avião está seguindo.

Divulgação
Imagem: Divulgação

5. Avião tem limpador de para-brisa?

Mesmo com todos os recursos tecnológicos de aproximação por instrumentos, em um determinado momento os pilotos precisam ter contato visual com a pista para seguir para o pouso. Sem um equipamento tão simples como um limpador de para-brisa, em dias de chuva seria quase impossível os pilotos pousarem. Por isso, se o equipamento estiver quebrado, o avião não pode decolar.

O limpador de para-brisa dos aviões tem a mesma função dos instalados nos carros: espalhar a água para aumentar a visibilidade. Em um Boeing 737, os limpadores têm três configurações: intervalada (6 a 7 varreduras por minuto), baixa (160 varreduras) e alta (250 varreduras). Além disso, o vidro também conta com uma película impermeabilizante que repele a água. O para-brisa também está sempre aquecido, o que impede que fique embaçado.

O limpador de para-brisa é acionado somente a baixa altitude. É que na maior parte do voo, o avião está acima das nuvens, onde não há chuva e, portanto, o limpador não precisa ser usado.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Série sobre Santos Dumont usou réplica perfeita do 14 Bis; veja bastidores

UOL Notícias

Todos a Bordo