PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Coluna

Econoweek


Econoweek

Conheça 6 estratégias para vender mais pela internet

Yolanda Fordelone

Yolanda Fordelone

Yolanda Fordelone é economista e jornalista, teve passagens por grandes jornais nas áreas de economia e finanças, foi professora em um curso de graduação em Economia e hoje coordena uma equipe em um aplicativo de gestão financeira. Além disso, se dedica às finanças pessoais no Econoweek.

08/09/2020 04h00

Arrisco dizer que todo mundo que chegou a esta coluna fez alguma compra online neste ano, já que em que boa parte dele estivemos dentro de casa. Não à toa, o número de lojas virtuais cresceu 40% nesta quarentena.

O movimento é ótimo para o consumidor que viu crescer novas formas de compra e também para os empresários que passaram a ter mais um canal de vendas. Mas diante de tantas marcas nas redes sociais e e-commerce, se você é empreendedor, como se destacar?

Após um bate papo que você confere no vídeo acima com Letícia Vaz, a jovem de 23 anos dona da marca de roupas LV Store que cresce 70% ao ano, eu, Yolanda Fordelone, economista do Econoweek, reúno abaixo seis dicas para empreender e se destacar nas vendas online.

1. Ter claro qual é o diferencial da marca

O empreendedor pode ter alguns diferenciais: comunicação, qualidade ou design do produto, preço, entre outros. Para conseguir se destacar, deve ter claro em sua mente qual é esse diferencial e comunicá-lo bem.

2. Conhecer bem o público e se comunicar com ele

A comunicação precisa conversar com o produto e com o público-alvo das vendas. "Às vezes vejo uma dificuldade das marcas em alinhar tudo isso, Vejo lojas com uma comunicação mais séria para um público mais jovem, ou então com um público mais velho, mas a marca opta por peças mais jovens", exemplifica Letícia. O ideal neste caso é estudar o público consumidor e definir uma linha de marketing para falar com ele.

3. Entender a rede social na qual atua

Além de estudar o público, o empreendedor deve entender a linguagem da rede social em que atua. É difícil, por exemplo, imaginar o Tik Tok (rede social que mais cresce atualmente) sem os vídeos de dança. "O empreendedor pode não gostar de dança, mas precisa fazer vídeos com músicas ou transições. Ou seja, precisa estar dentro do que a rede social pede", diz Letícia.

4. Usar todas as ferramentas do Instagram

Algumas marcas se concentram no básico oferecido pelo Instagram (fotos no feed e stories), mas a visibilidade tem sido cada vez maior para quem utiliza as novas ferramentas como o Reels, a ferramenta de edição de vídeos curtos, e o IGTV, parte de publicações de vídeos mais longos.

5. Ter um site de e-commerce

As redes sociais servem como uma vitrine, mas é importante ter um site próprio. Letícia Vaz cita algumas vantagens: com o site, a loja consegue vender 24 horas por dia, nos sete dias da semana. Além disso, o gerenciamento de pedidos fica mais fácil do que vender pelas redes sociais. O terceiro ponto positivo é colher mais dados do cliente, como abandono de carrinho de compras e regiões para onde mais vende, e assim conseguir trabalhar comunicações direcionadas, além de conhecer ainda mais o público.

6. Aprender a delegar

Com tantas frentes de atuação, é comum o empreendedor querer se envolver em tudo, afinal é o "seu filho". Com o crescimento da marca, é importante aprender a delegar algumas funções. "Você precisa aprender a usar o tempo para gerenciar a equipe ao invés de ficar apagando incêndio", indica.

Gostou das dicas para vender online? Não deixe de conferir outro vídeo que fizemos sobre noções financeiras básicas para empreender. Conte nos comentários ou fale com a gente no nosso canal do YouTube, Instagram e LinkedIn. Também é possível ouvir nossos podcasts no Spotify. A gente sempre compartilha muito conhecimento sobre economia, finanças e investimentos. Afinal, o conhecimento é sempre uma saída!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Econoweek