PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Bolsa cai mais de 2% e volta a ficar abaixo de 50 mil pontos; dólar sobe

Do UOL, em São Paulo

14/06/2013 17h54Atualizada em 21/03/2014 15h20

Bovespa fechou com forte queda de 2,15%, aos 49.332,34  pontos nesta sexta-feira (14). Na semana, a Bolsa brasileira acumulou perdas de 4,43%. No ano, o prejuízo passa de 19%. Os negócios movimentaram R$ 8,26 bilhões.

dólar comercial subiu 0,69%, e fechou a R$ 2,148 na venda, acompanhando a tendência dos mercados internacionais.

A moeda voltou a subir depois de um dia de queda na quinta-feira (o dólar caiu 0,96% na quinta), após o governo ter cortado o segundo imposto em uma semana para tentar conter a alta.

Na semana em que chegou a passar dos R$ 2,15, o dólar acumulou alta de 0,72%. No ano, o ganho é de quase 5%.

Bolsas internacionais

As ações norte-americanas caíram e fecharam a semana no vermelho em meio a preocupação crescentes com a possibilidade dos principais bancos centrais reduzirem seus programas de estímulo em breve.

O índice Dow Jones caiu 0,7%, a 15.070 pontos, enquanto o índice Standard & Poor's 500 recuou 0,59%, a 1.626 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,63%, para fechar em 3.423 pontos.

As ações europeias fecharam em alta, após sinais de fusões e aquisições na região e dados mais fracos sobre a economia dos Estados Unidos apoiarem a necessidade de o banco central manter o estímulo à economia.

A produção industrial na maior economia do mundo ficou praticamente inalterada em maio, e a confiança do consumidor de junho ficou abaixo das expectativas, aliviando alguns dos temores sobre possível redução antecipada do programa de estímulo do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,17%, para 1.175 pontos. Em Londres, o índice Financial Times avançou 0,06%. Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,4%. Em Paris, o índice CAC-40 teve alta de 0,19%.

As ações asiáticas se recuperaram de seus menores níveis em vários meses. Dados econômicos otimistas dos Estados Unidos apaziguaram temores depois de grandes vendas nos mercados, mas investidores continuavam ansiosos antes da próxima reunião de política monetária do Federal Reserve, banco central norte-americano. Eles estão preocupados com a possibilidade de redução do estímulo econômico por parte da instituição. 

No Japão, o índice Nikkei fechou em alta de 1,94%. O índice de Seul encerrou em alta de 0,35%, o mercado avançou 0,39% em Hong Kong, a bolsa de Taiwan caiu 0,18%, enquanto o índice referencial de Xangai ganhou 0,64%. Cingapura subiu 0,98% e Sydney fechou com valorização de 2,04%.

(Com Reuters)

Cotações