Bolsas

Câmbio

Ação da Petrobras salta 6% após quatro quedas seguidas; Bolsa fecha em alta

Do UOL, em São Paulo

As ações da Petrobras saltaram mais de 6% nesta quinta-feira (21), após quatro dias seguidos de perdas. Isso puxou a alta do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, que fechou em alta de 0,19%, a 37.717,11 pontos. 

Na véspera, a Bolsa havia caído 1,08% e atingido o menor nível desde 9 de março de 2009.

Petrobras se recupera

As ações da Petrobras tiveram um alívio nesta sessão, influenciados pela alta do petróleo. 

As ações ordinárias da petroleira (PETR3), com direito a voto em assembleia, saltaram 6,07%, a R$ 6,29.

Os papéis preferenciais (PETR4), que dão prioridade na distribuição de dividendos, fecharam em alta de 1,58%, a R$ 4,50. 

Vale fecha em queda

As ações da Vale, que assim como as da Petrobras têm grande peso sobre o Ibovespa, fecharam em queda e limitaram a alta do índice. 

Os papéis ordinários da mineradora (VALE3) perderam 0,76%, a R$ 9,14, enquanto os preferenciais (VALE5) caíram 1,29%, a R$ 6,86

Dólar sobe e fecha a R$ 4,166, novo recorde

No mercado de câmbio, o dólar comercial teve a terceira alta seguida e fechou com valorização de 1,47%, a R$ 4,166 na venda. 

É o maior valor de fechamento desde a criação do Plano Real, em 1994. O recorde anterior tinha sido em 23 de setembro, a R$ 4,146.

Em corretoras de São Paulo, o dólar turismo chegou a ser vendido a R$ 4,64 e o euro, a R$ 5,04.

Bolsas internacionais

As Bolsas de Valores da Europa fecharam em alta acentuada.

  • Itália: +4,2%
  • Portugal: +2,72%
  • França: +1,97%
  • Espanha: +1,97%
  • Alemanha: +1,94%
  • Inglaterra: +1,77%

As Bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam em queda, com exceção da Austrália, que subiu 0,46%. A da China tombou mais de 3% e a do Japão, mais de 2%.

  • Austrália: +0,46%
  • China: -3,22%
  • Japão: -2,43%
  • Hong Kong: -1,82%
  • Cingapura: -1,06%
  • Taiwan: -0,46%
  • Coreia do Sul: -0,27%

(Com Reuters) 

 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos