PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Cotações

Bolsa fecha em alta de 2,4%; Petrobras salta 8% e BB sobe quase 6%

Do UOL, em São Paulo

28/03/2016 17h31Atualizada em 28/03/2016 18h40

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta segunda-feira (28) em alta de 2,38%, a 50.838,23 pontos. Na última quinta-feira, o índice havia fechado em leve queda de 0,07%. Na sexta-feira, o mercado não abriu por causa do feriado.

A Bovespa acumula alta de 18,8% no mês e de 17,27% no ano.

O desempenho de hoje foi puxado, principalmente, pelo resultado positivo de ações de estatais, como Banco do Brasil (BBAS3) e Petrobras (PETR4) (PETR3), além dos bancos.

Crise política

Nesta segunda-feira, os investidores continuavam atentos ao cenário político brasileiro. 

Estava sob os holofotes a notícia de que o PMDB do Rio de Janeiro decidiu romper com o governo federal. Na terça, haverá reunião nacional do partido para tratar de seu futuro; as expectativas são de saída do governo. Isso enfraqueceria as linhas de defesas do governo contra o impeachment no Congresso.

Muitos operadores avaliam que a saída de Dilma do Palácio do Planalto é um passo para a recuperação da economia brasileira, enquanto outros afirmam que as turbulências políticas tendem a dificultar o ajuste econômico.

"É a reta final. O mercado enxerga a saída do PMDB como o começo do fim do governo Dilma", disse José Carlos Amado, operador da corretora Spinelli, à agência de notícias Reuters.

Petrobras salta 8%

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4), que dão prioridade na distribuição de dividendos, saltaram 8,07%, a R$ 8,44.

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3), com direito a voto em assembleia, tiveram alta 6,41%, a R$ 10,63.

Os papéis foram influenciados pelo cenário político. Além disso, foram convocadas assembleias, para 28 de abril, para aprovar mudanças internas, com redução dos cargos de chefia, bem como para eleger novos membros para o Conselho de Administração.

Bancos fecham em alta

O noticiário político também influenciou as ações dos bancos nesta sessão.

As ações do Banco do Brasil (BBAS3) ganharam 5,85%, a R$ 20,10. As ações do Bradesco (BBDC4) também subiram: 4,87%, a R$ 27,54.

As ações do Itaú Unibanco (ITUB4) terminaram o dia em alta de 2,48%, a R$ 31,76.

Sabesp sobe após lucro

A ação da Sabesp (SBSP3) avançou 2,81% e fechou a R$ 23,75, após a divulgação do lucro do quarto trimestre quase 15 vezes superior ao registrado no mesmo período do ano anterior. 

Siderúrgicas e mineradoras

As empresas ligadas à mineração e siderurgia tiveram um dia de ganhos, apesar da queda do minério de ferro na China e da previsão negativa do Instituto Aço Brasil sobre a produção de aço bruto no Brasil.

As ações da Gerdau (GGBR4) ganharam 3,51%, a R$ 6,19, enquanto as da Gerdau Metalúrgica (GOAU4) se valorizaram 5,77%, a R$ 2,20. 

As ações da Usiminas (USIM5) subiram 1,64%, a R$ 1,86, e as da CNS (CSNA3) avançaram 0,13%, a R$ 7,80.

As ações ordinárias da Vale (VALE3) avançaram 0,8%, a R$ 15,17. As ações preferenciais da Vale (VALE5) registraram alta de 0,18%, a R$ 11,39.

Fibria e Suzano caem

Entre as baixas, a ação da Fibria (FIBR3) fechou com a maior queda no IBovespa: 6,65%, cotada a R$ 32,30
 
A empresa foi afetada pela queda do dólar, que desfavorece suas exportações de celulose. A rival Suzano (SUZB5) fechou em queda de 2,63%, a 13,72.

Dólar cai a R$ 3,626

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em queda de 1,51%, cotado a R$ 3,626 na venda.

Na quinta-feira, a moeda norte-americana havia fechado em alta pelo segundo dia seguido.

Bolsas internacionais

As principais Bolsas da Europa não operaram hoje devido ao feriado.

As Bolsas da Ásia terminaram o dia com queda, exceto a do Japão. Os mercados não funcionaram em Hong Kong e na Austrália.

  • China: -0,72%
  • Hong Kong: não operou
  • Cingapura: -0,6%
  • Austrália: não operou
  • Japão: +0,77%
  • Coreia do Sul: -0,06%%
  • Taiwan: -0,17%.

(Com Reuters)

Cotações