Bolsas

Câmbio

Dólar fecha quase estável, a R$ 3,21, de olho em cenário externo

Do UOL, em São Paulo

dólar comercial fechou esta quinta-feira (8) quase estável, com alta de 0,07%, cotado a R$ 3,21 na venda

Na última terça-feira (6), o havia dólar caído 2,26%. Apesar da leve alta no dia, a moeda acumula desvalorização de 0,59% no mês e de queda de 18,68% no ano. 

Ontem o mercado de dólar não funcionou devido ao feriado do Dia da Independência do Brasil. 

Juros nos EUA e importadores

O dólar passou o dia instável. A sessão foi influenciada pela perspectiva de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, não deve elevar os juros do país tão cedo. Juros mais altos nos EUA poderiam atrair para lá recursos atualmente investidos em outros países onde os rendimentos são maiores, como é o caso do Brasil. 

Na véspera, o Fed informou que a economia dos Estados Unidos expandiu a um ritmo modesto em julho e agosto.

A sessão também foi influenciada pelas negociações de importadores, que aproveitaram as baixas cotações para comprar a moeda norte-americana. 

Cenário político

No Brasil, os investidores estavam atentos ao cenário político, incluindo a notícia de que o governo de Michel Temer vai encaminhar a proposta de reforma da Previdência até o fim do mês, antes das eleições municipais. A reforma é considerada um dos principais pontos para colocar as contas públicas do país em ordem. 

Por outro lado, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a proposta só será votada no início de outubro.

Atuação do BC

Nesta sessão, o BC voltou a atuar no mercado de câmbio. Ao todo, foram vendidos 10 mil swaps reversos, contratos que equivalem à compra futura de dólares.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos