Bolsas

Câmbio

Bovespa sobe 1,5% e fecha no maior nível desde janeiro de 2013

Do UOL, em São Paulo

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta segunda-feira (17) em alta de 1,5%, a 62.696,11 pontos. É a terceira alta seguida e o maior valor de fechamento desde 3 de janeiro de 2013, quando a Bovespa terminou o dia com 63.312,46 pontos.

Na semana passada, o índice havia acumulado valorização de 1,08%.

O resultado de hoje foi puxado, principalmente, pelo desempenho positivo das ações da Petrobras, da mineradora Vale e dos bancos. O Banco do Brasil saltou mais de 5%. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa. 

Bolsa muda de horário

O horário de negociação de ações na Bovespa mudou hoje, ganhando uma hora a mais. A sessão passa a funcionar das 10h às 18h (antes, era até as 17h). O horário estendido, segundo a Bolsa, vale até o fim do horário de verão --em 19 de fevereiro de 2017. 

Dólar tem 2ª alta e fecha a R$ 3,208

No mercado de câmbio, o dólar comercial operou em queda durante quase toda a sessão, mas inverteu o movimento e fechou em alta de 0,1%, a R$ 3,208 na venda. É a segunda alta seguida. 

Apesar do avanço de hoje, a moeda norte-americana acumula desvalorização de 1,36% no mês e queda de 18,75% no ano. 

A moeda norte-americana havia fechado a semana passada em queda de 0,38%. 

Bancos 

As ações do Banco do Brasil (BBAS3) saltaram 5,86%, a R$ 27,48. Foi a maior alta do dia no Ibovespa. Os papéis foram influenciados por uma melhora em sua recomendação pelo Credit Suisse.

As ações do Itaú Unibanco (ITUB4) avançaram 2,2%, a R$ 39,99, e as ações do Bradesco (BBDC4) tiveram ganho de 2%, a R$ 31,66.

Petrobras 

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4), que dão prioridade na distribuição de dividendos, subiram 3,94%, a R$ 16,90.

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3), com direito a voto em assembleia, registraram alta de 2,85%, a R$ 18,41.

Apesar de os preços do petróleo caírem no exterior, os papéis da estatal foram influenciados pela notícia de que a produção da companhia bateu novo recorde em setembro. Além disso, investidores estavam atentos ao avanço nas negociações para venda da Liquigás, distribuidora de gás, à Ultrapar.

Vale 

As ações preferenciais da Vale (VALE5) ganharam 2,36%, a R$ 16,91. 

As ações ordinárias da Vale (VALE3) valorizaram-se 1,22%, a R$ 18,24.

Os papéis da mineradora foram influenciados pela alta nos preços do minério de ferro na China.

Bolsas internacionais

A maioria das principais Bolsas de Valores da Europa fechou em queda:

  • Inglaterra: -0,94%
  • Alemanha: -0,73%
  • Portugal: -0,49%
  • França: -0,46%
  • Espanha: -0,31%
  • Itália: +0,23%

As principais Bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam sem uma direção comum:

  • Japão: +0,26%
  • Coreia do Sul: +0,24%
  • Taiwan: +0,12%
  • Cingapura: +0,07%
  • China: -0,74%
  • Austrália: -0,83%
  • Hong Kong: -0,84%

(Com Reuters)


Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos