Bolsas

Câmbio

Dólar fecha a R$ 3,11, menor valor em 15 dias, após alta de juros nos EUA

Do UOL, em São Paulo

Após dois dias seguidos de alta, o dólar comercial fechou esta quarta-feira (15) em queda de 1,83%, cotado a R$ 3,111 na venda, no maior recuo diário em mais de seis meses, desde 6 de setembro (-2,25%). É o menor valor de fechamento em duas semanas, desde 1º de março (R$ 3,093). Na véspera, a moeda norte-americana havia subido 0,54%.

O banco central dos Estados Unidos (Federal Reserve, ou Fed) decidiu subir a taxa de juros em 0,25 ponto percentual, para a faixa entre 0,75% e 1%, conforme previam os investidores. O banco já havia aumentado a taxa em dezembro, após um ano de manutenção. No anúncio, o Fed sinalizou que deve seguir a previsão de três altas de juros neste ano --investidores especulavam se seriam três ou quatro vezes.

Por aqui, as atenções se voltaram para a lista que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, entregou ao STF (Supremo Tribunal Federal) na véspera, pedindo a abertura de 83 inquéritos contra políticos. A lista inclui nomes do primeiro escalão do governo Michel Temer, como os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, além dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira. 

Além disso, o dia foi de protestos e paralisações de trabalhadores por todo o país, contra as propostas de reforma trabalhista e da Previdência

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos