Bolsas

Câmbio

Bolsa fecha quase estável; no mês, dispara 7,46%, maior alta desde outubro

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quinta-feira (31) praticamente estável, com leve queda de 0,07%, a 70.835,06 pontos. Na véspera, a Bolsa caiu 0,62%.

Apesar disso, o índice encerra agosto com valorização acumulada de 7,46%, o terceiro mês seguido de ganhos. É também a maior alta percentual mensal desde outubro de 2016, quando a Bolsa disparou 11,23%.

O resultado desta quinta-feira foi influenciado, principalmente, pelo desempenho negativo das ações do Banco do Brasil (-1,51%), do Itaú Unibanco (-1,27%) e do Bradesco (-0,21%). Por outro lado, os papéis da Petrobras (+1,49%) e da mineradora Vale (+2,15%) fecharam em alta. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

Dólar cai 0,4%, a R$ 3,148

dólar comercial fechou em queda de 0,4%, cotado a R$ 3,148 na venda. É a segunda baixa seguida da moeda norte-americana, que caiu 0,1% na véspera. Apesar disso, o dólar termina o mês com valorização acumulada de 0,94%.

Por falta de quorum, o Congresso Nacional não concluiu na madrugada desta quinta-feira a votação do projeto que aumenta a previsão de rombo nas contas públicas em 2017 e 2018 para R$ 159 bilhões. O texto principal que previa alteração chegou a ser aprovado, mas faltou a votação de destaques, o que deve ocorrer na próxima terça-feira (5).

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos