ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Cotações

Dólar fecha em queda, a R$ 3,268, e Bolsa sobe 1%, com juros nos EUA e Lula

Do UOL, em São Paulo

21/03/2018 17h21

dólar comercial fechou em queda de 1,21% nesta quarta-feira (21), cotado a R$ 3,268 na venda, após duas altas seguidas. É a maior queda percentual diária desde 14 de fevereiro (-2,27%). O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrou ganho de 0,97%, a 84.976,59 pontos.

Na véspera, a moeda norte-americana subiu 0,73%, e a Bolsa subiu 0,3%.

Nesta quarta, o Federal Reserve, banco central dos EUA, subiu a taxa de juros para a faixa entre 1,5% e 1,75% e projetou ao menos mais dois aumentos em 2018. Com isso, investidores ficaram mais aliviados, pois previam um ritmo mais acelerado de alta. Taxas mais altas nos EUA podem atrair recursos aplicados hoje em outras economias, como a brasileira.

No Brasil, a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, marcou para quinta-feira (22) o julgamento do recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Além disso, foi marcado para a próxima segunda-feira (26) o julgamento dos embargos de declaração de Lula no caso do tríplex. Esses dois julgamentos podem definir se o ex-presidente será ou não preso após a condenação em segunda instância.

Embraer e Petrobras sobem

Entre as maiores altas da Bolsa, as ações da Embraer subiram 5,19%, após notícia de que Boeing deve apresentar em breve uma proposta para compra de negócios da fabricante brasileira de aviões.

Os papéis da Petrobras (+4,21%), da mineradora Vale (+2,16%), do Banco do Brasil (+1,66%) e do Bradesco (+0,93%) fecharam em alta. Por outro lado, as ações do Itaú Unibanco (-0,4%) tiveram queda. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

(Com Reuters)

Mais Cotações