IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Cotações


Dólar sobe e fecha a R$ 3,817, maior valor em quase um mês; Bolsa cai 1%

Do UOL, em São Paulo

31/07/2019 17h07

O dólar comercial fechou em alta de 0,7%, cotado a R$ 3,817 na venda. Foi a terceira valorização seguida da moeda e o maior nível em quase um mês, desde 5 de julho (R$ 3,82). O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em queda de 1,09%, a 101.812,13 pontos, no segundo recuo consecutivo. É o menor nível da Bolsa também em quase um mês, desde 2 de julho (100.605,17 pontos).

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Juros nos EUA

O Fed (Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos) anunciou hoje redução nas taxas de juros, no primeiro corte em 11 anos, desde a crise financeira de 2008. Para embasar a decisão, citou preocupações sobre a economia global e sobre a baixa inflação nos EUA.

A redução já era esperada por investidores, mas declarações dadas pelo presidente do banco, Jerome Powell, após o anúncio, causaram instabilidade no mercado.

Powell sinalizou que o corte pode ser pontual, em vez de o início de um ciclo de reduções. O comunicado divulgado pelo Fed aponta que o banco está disposto a reduzir juros novamente caso julgue necessário.

Taxas mais baixas tendem a atrair para outros países, como o Brasil, recursos hoje investidos nos EUA.

Juros no Brasil

O Banco Central brasileiro também define a taxa básica de juros hoje, após o fechamento do mercado. As expectativas de economistas em pesquisa da agência de notícias Reuters apontam que o Copom cortará a Selic em 0,25 ponto percentual, levando a taxa para uma nova mínima recorde.

(Com Reuters)

Entenda como funciona o câmbio do dólar

UOL Notícias

Mais Cotações