PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Petróleo e ferro sobem com sinais de reabertura na China, após lockdowns

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Rafael Bevilacqua

27/06/2022 09h18

Esta é a versão online da edição de hoje da newsletter Por Dentro da Bolsa, que mostra como os sinais de reabertura das cidades chinesas, após lockdown por causa da covid-19, impulsiona as cotações do petróleo e do minério de ferro. Para assinar este e outros boletins e recebê-los diretamente no seu email, cadastre-se aqui. Os assinantes UOL ainda têm direito a mais duas newsletters exclusivas sobre investimentos.

Nos últimos meses, o governo chinês tem implementado uma série de lockdowns e medidas de isolamento social em algumas das principais cidades do país, fechando fábricas e comércios e impedindo a circulação de pessoas e mercadorias.

Por causa da política de tolerância zero contra a covid-19 no gigante asiático, a demanda por insumos como combustíveis e commodities metálicas sofreu forte retração no país. Esse movimento contribuiu para conter a alta do preço do barril de petróleo, e permitiu que o minério de ferro sofresse uma desvalorização expressiva.

Agora, com a disseminação do vírus aparentemente sob controle em locais estratégicos, o governo começa a dar sinais de flexibilização das medidas de isolamento social.

Em Xangai, o principal chefe do partido declarou vitória sobre a covid-19 após não terem sido relatados casos de infecção local na cidade pela primeira vez em dois meses.

Já na capital Pequim, o governo anunciou que permitirá que escolas primárias e secundárias retomem as aulas presenciais, sinalizando que o vírus também estaria sob controle na região.

De olho na reabertura dos principais centros industriais e comerciais da China, o minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 3,96% nesta segunda-feira (27), cotado a US$ 115,87 a tonelada.

O contrato futuro do barril de petróleo do tipo Brent, por sua vez, opera em leve alta.

Leia no 'Investigando o Mercado' (exclusivo para assinantes UOL, que possuem acesso integral ao conteúdo de UOL Investimentos): informações sobre a nova oferta de ações da CVC.

Um abraço,

Rafael Bevilacqua
Estrategista-chefe e sócio-fundador da Levante

**********

NA NEWSLETTER UOL INVESTIMENTOS

A newsletter UOL Investimentos mostra que o rendimento médio de ETFs está caindo 14% no acumulado de 2022, após crescer por seis anos seguidos, e avalia se agora é hora de migrar para fundos de investimentos, que são um produto parecido com ETFs. Para se cadastrar e receber a newsletter semanal, clique aqui.

Queremos ouvir você

Tem alguma dúvida ou sugestão sobre investimentos? Mande sua pergunta para duvidasparceiro@uol.com.br.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo estrategista-chefe e sócio-fundador Rafael Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.