PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Educação financeira infantil: conta bancária para criança é o novo cofrinho

A mesada é uma ferramenta para inserir na criança conceitos básicos de como lidar com o dinheiro - Getty Images
A mesada é uma ferramenta para inserir na criança conceitos básicos de como lidar com o dinheiro Imagem: Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Cozer

11/02/2022 04h00

É possível ensinar a importância de administrar o dinheiro ainda na infância —colaborando, assim, para o desenvolvimento de pessoas mais organizadas e comprometidas com a saúde financeira no futuro.

A grande maioria da população brasileira tem o primeiro contato com o tema somente na fase adulta e por necessidade. Isso dificulta o processo de aprendizagem e reforça o efeito hereditário de não abordar o tema na infância, fazendo com que falar de dinheiro seja um tabu.

Para mudar a realidade do Brasil, é necessário que o tema "dinheiro" seja abordado dentro de casa, com as crianças. A atitude reforça a ação realizada pelo Ministério da Educação (MEC) em 2020, que tornou obrigatório o ensino de educação financeira nas escolas.

Como abordar o tema "dinheiro" de uma forma leve

Uma ferramenta interessante para inserir conceitos básicos de como lidar com o dinheiro no cotidiano das crianças é a boa e velha mesada. Oferecer uma quantia fixa aos pequenos, todo mês, pode ensiná-los a importância de poupar e de administrar o dinheiro.

Cofrinho 2.0

Considerado um modo prático para ensinar as crianças sobre a gestão do dinheiro, o cofrinho é uma ferramenta muito utilizada no Brasil. Porém, com a constante integração do setor financeiro ao mundo da tecnologia, a relação com as moedas e notas físicas está cada vez mais distante da realidade das crianças.

Atualmente, o dinheiro que fica armazenado dentro do cofrinho pode ser substituído por contas digitais específicas para crianças, sem causar qualquer ônus no processo de aprendizagem e tendo muita segurança.

As opiniões emitidas neste texto são de responsabilidade exclusiva da equipe de Research do PagBank e elaboradas por analistas certificados. O PagBank PagSeguro e a Redação do UOL não têm nenhuma responsabilidade por tais opiniões. A única intenção é fornecer informações sobre o mercado e produtos financeiros, baseadas em dados de conhecimento público, conforme fontes devidamente indicadas, de modo que não representam nenhum compromisso e/ou recomendação de negócios por parte do UOL. As informações fornecidas por terceiros e/ou profissionais convidados não expressam a opinião do UOL, nem de quaisquer empresas de seu grupo, não se responsabilizando o UOL pela sua veracidade ou exatidão. Os produtos de investimentos mencionados neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão preencher o questionário de suitability para a identificação do seu perfil de investidor e da compatibilidade do produto de investimento escolhido. As informações aqui veiculadas não devem ser consideradas como a única fonte para o processo decisório do investidor, sendo recomendável que este busque orientação independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e podem impactar os portfolios de investimento, causando perdas aos investidores. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Este conteúdo não deve ser reproduzido no todo ou em parte, redistribuído ou transmitido para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio do UOL.

Especialistas em finanças ajudam você a poupar e a escapar de erros comuns para quem quer construir um patrimônio. Tenha informações que auxiliam você a tomar decisões sobre investimentos e aproveite melhor as oportunidades disponíveis no mercado