PUBLICIDADE
IPCA
0,67 Jun.2022
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

MRV é melhor ação do setor, mesmo com imóveis mais caros e juros altos

só para assinantes

Research Pagbank

22/07/2022 17h16

Algumas empresas do setor de construção civil soltaram suas prévias operacionais do segundo trimestre de 2022. Grande parte das empresas viu o preço dos seus imóveis aumentar, por causa da inflação, e os juros altos também pode dificultar a compra dos consumidores. Mesmo assim, o Pagbank aposta em uma ação do setor. Veja abaixo o porquê.

Mas antes de comentar sobre as prévias deste trimestre, vamos recapitular o que ocorreu nas prévias do primeiro trimestre do ano.

O que aconteceu no começo do ano? No período, observamos bons resultados de boa parte das companhias, que apresentaram crescimento nas vendas, maior volume de lançamentos e alta na receita.

O cenário parecia favorável para as construtoras e incorporadoras, mesmo em um momento desafiador do ciclo imobiliário com taxa de juros em patamares elevados, mas não foi o que observamos quando os resultados foram efetivamente divulgados.

Qual era o problema? O principal vilão não foi a taxa Selic elevada, mas sim a inflação. A alta no custo da construção civil afetou fortemente a rentabilidade da maioria dessas empresas, que viram sua margem bruta despencar, com isso, a divulgação dos resultados não foram bem recebidas pelo mercado, que estavam animados após as boas prévias operacionais, derrubando o preço das ações das incorporadoras.

No primeiro semestre, a Eztec (EZTC3) e a Cyrela (CYRE3), incorporadoras focadas na alta renda, caíram 29% e 25%, respectivamente. Já MRV (MRVE3), Cury (CURY3) e Direcional (DIRR3), focadas na baixa renda, desvalorizaram 41%, 12% e 19% na mesma base comparativa, respectivamente.

E agora? Agora sim, falando do presente, a MRV, Cury (CURY3), Cyrela, Plano & Plano (PLPL3), Direcional (DIRR3), Even (EVEN3), Eztec e Lavvi (LAVV3) divulgaram suas prévias nas últimas semanas.

Do lado positivo, ao divulgar suas prévias do segundo trimestre, as vendas líquidas e o Valor Geral de Vendas (VGV), tivemos a MRV, Cury, Direcional e Even.

A MRV teve alta nas vendas, movido pelo segmento da empresa que atua no mercado americano, que bateu recorde de vendas. Ela mantém sua estratégia de ter mais lançamentos no mercado exterior.

Já a Cury e a Direcional foram destaques no segmento de baixa renda. A Cury aumentou o preço médio das suas unidades em 40%. Já a Direcional trouxe o melhor desempenho de vendas líquidas da história da empresa. Por último, a Even reportou um forte crescimento nas vendas e nos lançamentos, acima do esperado pelo mercado.

Do lado negativo, ficou a Eztec, que reportou queda nas vendas e nos lançamentos. A queda nos lançamentos se deu por um posicionamento mais defensivo da empresa mediante ao cenário desafiador, o que não necessariamente representa algo negativo, mas deve afetar a sua lucratividade no médio prazo, principalmente quando comparada com as suas concorrentes.

Qual a perspectiva para o futuro? Apesar das prévias apresentarem um cenário aparentemente positivo para as incorporadoras, assim como no primeiro trimestre, entendemos que a inflação alta deve seguir impactando a rentabilidade e poderá dificultar e encarecer os lançamentos futuros. Além disso, a taxa Selic em patamares altos deverá ser uma realidade pelo menos até o final de 2023, e o crescente temor de uma recessão global poderá desacelerar ainda mais a economia por aqui.

Em qual ação investir? A preferência do Pagbank para o setor é a MRV, que possui um preço alvo de R$ 14,00 para os próximos 12 meses, representando um potencial de valorização de 53%.

A MRV vem diminuindo sua dependência do programa habitacional Casa Verde Amarela (CVA) através da Resia (ex-AHS, sua subsidiária que atua no mercado americano), que possui margens bem superiores as apresentadas no mercado local, e a Luggo, empresa focada no desenvolvimento de empreendimento para locação, que já possui todo seu portfólio até 2024 vendido.

Dentro do CVA, que hoje representa aproximadamente 50% da receita total da companhia, a empresa conseguiu aumentar o preço médio das suas unidades vendidas em 11,5% em comparação com o primeiro trimestre de 2021, ajudando a diminuir a pressão inflacionária na sua margem.

Vale ressaltar que as mudanças anunciadas no programa Casa Verde Amarela, que tendem a beneficiar companhias como a MRV, ainda não foram implementadas e devem ser um gatilho para aumentar ainda mais a receita e melhorar as suas margens.

As opiniões emitidas neste texto são de responsabilidade exclusiva da equipe de Research do PagBank e elaboradas por analistas certificados. O PagBank PagSeguro e a Redação do UOL não têm nenhuma responsabilidade por tais opiniões. A única intenção é fornecer informações sobre o mercado e produtos financeiros, baseadas em dados de conhecimento público, conforme fontes devidamente indicadas, de modo que não representam nenhum compromisso e/ou recomendação de negócios por parte do UOL. As informações fornecidas por terceiros e/ou profissionais convidados não expressam a opinião do UOL, nem de quaisquer empresas de seu grupo, não se responsabilizando o UOL pela sua veracidade ou exatidão. Os produtos de investimentos mencionados neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão preencher o questionário de suitability para a identificação do seu perfil de investidor e da compatibilidade do produto de investimento escolhido. As informações aqui veiculadas não devem ser consideradas como a única fonte para o processo decisório do investidor, sendo recomendável que este busque orientação independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e podem impactar os portfolios de investimento, causando perdas aos investidores. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Este conteúdo não deve ser reproduzido no todo ou em parte, redistribuído ou transmitido para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio do UOL.

Especialistas em finanças ajudam você a poupar e a escapar de erros comuns para quem quer construir um patrimônio. Tenha informações que auxiliam você a tomar decisões sobre investimentos e aproveite melhor as oportunidades disponíveis no mercado