IPCA
0,83 Mai.2024
Topo

ANÁLISE

Investindo no seu sonho: Passo a passo para abrir seu próprio negócio

Ser dono do seu próprio negócio: Veja como se preparar e investir para isso - Getty Images
Ser dono do seu próprio negócio: Veja como se preparar e investir para isso Imagem: Getty Images

Gabriel Riva

26/05/2023 04h00

Se você tem o sonho de abrir um negócio e está buscando conhecimentos sobre como se preparar para isso, saiba que esse é o artigo certo.

Aqui compartilharei algumas dicas, pontos de atenção e até possíveis investimentos que você precisa considerar para aumentar as chances de sucesso do seu empreendimento.

Antes de mais nada, preciso reforçar que abrir um negócio envolve alto risco e é necessário estar preparado para lidar com eles. Por isso, é fundamental se organizar previamente tendo uma reserva financeira capaz de sustentar os primeiros meses da sua construção.

Abaixo trago 5 dicas que irão te ajudar nessa empreitada

1) Delimite bem o segmento em que deseja atuar

Saiba que não existe mercado ruim para quem se destaca no que se propõe a fazer e sabe se posicionar estrategicamente no mercado. O que acontece na maioria das vezes é que a primeira preocupação da pessoa é "o que dá dinheiro" e isso distorce tudo!

O dinheiro é consequência, é o resultado do produto ou serviço. Mas o que você vai oferecer depende de toda uma construção prévia que envolve planejamento, organização financeira, produção, marketing, logística entre outros específicos de cada segmento. Quando o foco é o dinheiro, com certeza ao longo da construção ficaram algumas lacunas que fragilizam o negócio todo.

Então, escolha um segmento de mercado que você goste de atuar, que lhe interesse e no qual tenha habilidades. Por exemplo, se você gosta muito de relógios, é provável que já conheça mais sobre esse produto, que entenda um pouco desse mercado e, mais importante ainda, saiba o que mais atrai a atenção de um potencial cliente.

Feita essa análise interna e entendido o segmento que tem mais sentido para você, o passo seguinte é olhar para o mercado.

2) Analise o mercado

Antes de investir, é preciso conhecer bem o mercado em que se pretende atuar. Verifique como os potenciais concorrentes atuam, quais são as tendências e as oportunidades de negócio. Isso pode ser feito por meio de pesquisas de mercado que sinalizam o melhor formato do negócio (loja física ou online), políticas de promoções, estilo de marketing, canais de logística, entre outros.

A análise de mercado também ajuda a selecionar possíveis fornecedores e empresas parceiras cujos interesses estejam alinhados aos seus.

3) Faça um plano de negócios

Elabore um plano de negócios para ter uma visão clara de como será o funcionamento do negócio, quais serão os custos envolvidos, o lucro esperado e o prazo para o retorno do investimento.

4) Invista estrategicamente em infraestrutura e marketing

Seu negócio está começando, então, vá com calma, nada de sair comprando e contratando tudo o que seria ideal. Nesse início, o importante é fazer o necessário em termos de infraestrutura (compra de equipamentos, contratação de funcionários e aquisição de estoque) e marketing (anúncios online e mídias sociais), entre outros.

5) Acompanhe os avanços

Como qualquer outro sonho, abrir um negócio também precisa ser transformado em objetivos e metas para ser conquistado. Acompanhe o desempenho dessas metas e faça os ajustes necessários para garantir a continuidade e evolução.

E como realizar esse sonho mais rápido?

Se você já levantou os custos que terá para abrir e manter este negócio e estabeleceu suas metas, já pode começar a investir para acelerar este sonho.

Portanto, a minha contribuição aqui será de sinalizar possíveis investimentos que tenham sentido para quem deseja abrir um negócio a médio prazo, ou seja, entre dois e cinco anos.

CDBs

É uma opção interessante para quem deseja ter o negócio próprio a curto ou médio prazos, pois tem rentabilidade maior do que a poupança na maioria das vezes. Com diversas opções de prazos de vencimento e taxas de juros, que podem ser pré-fixadas ou pós-fixadas, é um investimento que conta com a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos) que faz a devolução de até R$ 250 mil investidos por CPF ou CNPJ, no caso de uma eventual falência da instituição que recebeu o aporte.

Fundos de renda fixa

Por se tratar de um fundo de investimentos, é uma ótima opção para quem não tem conhecimento ou tempo para investir diretamente nos produtos financeiros. Investindo em fundos, você conta com um especialista para fazer a gestão da sua aplicação e não precisar esquentar a cabeça. É só colocar o dinheiro lá e esperar os rendimentos.

Neste fundo, os gestores aplicam majoritariamente em produtos de renda fixa, que têm regras de remuneração bem definidas. Por tudo isso, esse tipo de fundo tende a ter um risco menor quando comparado a outros tipos de fundos. Em geral, o dinheiro investido em um fundo de renda fixa tem alta liquidez, o que significa que você pode ter acesso rápido ao seu dinheiro se precisar.

Fundos indexados ao IPCA

Investir em um fundo indexado à inflação também é uma possibilidade, principalmente se você pretende investir em um período mais longo. Ele protege seus investimentos da inflação e mantém seu futuro poder de compra. Os fundos indexados à inflação normalmente investem em um portfólio diversificado de ativos projetados para proporcionar crescimento de longo prazo. Isso pode ajudar os futuros empreendedores a aumentar seus recursos ao longo do tempo.

É importante reforçar que essa abordagem não é uma recomendação de produtos e, sim, uma direção educacional. Cada pessoa tem um perfil de investidor diferente, que pode variar de acordo com a necessidade de liquidez, tolerância ao risco, expectativa de rentabilidade e prazo de aplicação. Então, o que pode ser o melhor investimento para uma pessoa pode não ser para outra.

E falando nisso, você sabe qual é o seu perfil? Depois que você o conhece, fica mais fácil escolher os produtos de forma assertiva. O PagBank adota quatro perfis, que você pode conhecer facilmente acessando o aplicativo na aba investimentos.

Iniciante: Busca iniciar sua jornada em investimentos e está atrás de conhecimentos sobre como poupar, como proteger suas economias e aprender sobre os produtos disponíveis para investir.

Conservador: Para você, acima de tudo, estão a segurança e a preservação da capacidade de compra do seu dinheiro. Por isso, busca investimentos de baixo risco, com retorno a longo prazo, mas liberdade de resgatar a qualquer hora.

Moderado: Quer retornos maiores e está disposto a assumir alguns riscos para isso. Assim, aplica uma parte de seus recursos em investimentos com grau de risco médio, entendendo que os retornos financeiros vêm a médio e longo prazos; e a outra parte em investimentos conservadores, garantindo liquidez de resgate rápido, além de boa diversificação de produtos de investimento.

Experiente: Deseja rentabilidades maiores e aceita correr riscos mais elevados para conquistá-las. Não tem perfil imediatista, porque entende que aplicações de prazo mais longo trarão resultados positivos. Costuma montar uma carteira diversificada de investimentos, equilibrando todas as modalidades de aplicações.

Especialmente nesse início de projeto, para ajudá-lo a focar mais no seu negócio, o PagBank recentemente lançou o Poupar Automático, um serviço em que o cliente consegue guardar automaticamente parte do dinheiro do seu faturamento ou saldo em conta. Com poucos cliques, você tem seu dinheiro rendendo mais que a poupança.

Basta acessar o app PagBank > Investimentos > Poupar automático > Escolher se quer poupar de seu saldo ou faturamento > Definir o percentual e prazos, e confirmar.

É super simples!

Seguindo todas essas dicas, com certeza você estará mais preparado para investir em seu negócio próprio e ter sucesso em sua empreitada.

O UOL Economia é de propriedade do Universo Online S.A., sociedade que controla as empresas do Grupo UOL. O Grupo UOL tem em sua composição empresas que exercem atividades reguladas no setor financeiro. Apesar de o Grupo UOL estar sob controle comum, os executivos responsáveis pelo Banco Seguro S.A. são totalmente independentes e as notícias, matérias e opiniões veiculadas no portal tem como único objetivo fornecer ao público elementos a título educacional e informativo sobre o mercado e produtos financeiros, sendo baseadas em dados de conhecimento público na data de sua divulgação, conforme fontes devidamente indicadas, e condições mercadológicas externas ao Grupo UOL que podem ser alteradas a qualquer momento, mas sem constituir qualquer tipo de relatório de análise, recomendação, oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto.

Especialistas em finanças ajudam você a poupar e a escapar de erros comuns para quem quer construir um patrimônio. Tenha informações que auxiliam você a tomar decisões sobre investimentos e aproveite melhor as oportunidades disponíveis no mercado