PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Volatilidade faz Tesouro Direto suspender 3 vezes negociação de títulos

Tesouro Nacional suspende negociações para evitar que investidor feche negócios com perdas por causa de preços que não refletem corretamente as condições do mercado de títulos públicos - Reprodução/digitalconsulte
Tesouro Nacional suspende negociações para evitar que investidor feche negócios com perdas por causa de preços que não refletem corretamente as condições do mercado de títulos públicos Imagem: Reprodução/digitalconsulte
Conteúdo exclusivo para assinantes

Do UOL, em São Paulo

21/10/2021 16h58

O Tesouro Direto, plataforma do governo em que são negociados os títulos do Tesouro Nacional, teve as negociações suspensas três vezes nesta quinta-feira (21) por causa da forte oscilação nos preços dos papéis. A interrupções ocorreram entre o fim da manhã e o meio da tarde.

Mesmo quando a plataforma estava aberta para negociações, apenas os títulos pós-fixados corrigidos pela taxa básica de juros Selic, o Tesouro Selic, podiam ser comprados ou vendidos. Quando as negociações foram reabertas com os prefixados e Tesouro IPCA, às 16h41, o título prefixado 2031 estava pagando 12,1%.

A Secretaria do Tesouro Nacional suspende temporariamente as negociações para evitar que o investidor feche negócios com perdas por causa de preços que não refletem corretamente as condições do mercado de títulos públicos.

Segundo profissionais de mercado, as oscilações nos preços mais intensas hoje foram provocadas pela sinalização do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o governo não vai respeitar a regra do teto de gastos.

Quando o sistema ainda estava aberto, papéis prefixados eram negociados a taxas recordes. Por volta das 15h25, o rendimento do título com vencimento em 2031 estava em 12,16%, acima dos 11,57% da sessão anterior, e valor recorde para esse papel, que passou a ser oferecido no Tesouro Direto em fevereiro do ano passado.

A volatilidade de taxas atingiu os preços de papeis do governo federal nos mercados local e externo. Quando as taxas sobem, os preços desses títulos recuam.

É a primeira vez que o ministro da Economia, Paulo Guedes, sinaliza nessa mesma direção, ao dizer que ou irá antecipar uma revisão do teto de gastos ou pedir um 'waiver', uma licença para gastar com essa camada temporária de proteção. Para completar, Bolsonaro ainda disse que irá dar um auxílio aos 750 mil caminhoneiros para compensar a alta do diesel. Com isso, o Ibovespa cai mais de 4%.
João Beck, economista e sócio da BRA Investimentos.

Se tem uma coisa que o mercado não gosta é de governo que dá guinadas populistas e flerta com a irresponsabilidade fiscal, ainda mais tratando-se de um país emergente como o Brasil.
Rafael Ribeiro, analista da Clear Corretora

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE