PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Petrobras dispara com redução de ICMS em SP e novo presidente: vale a pena?

só para assinantes

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/06/2022 12h59

As ações da Petrobras (PETR4) começaram esta segunda-feira (27) valendo menos de R$ 27 (R$ 26,78 no início do pregão). Mas depois 13h25 já estavam sendo negociadas perto dos R$ 28, com alta de 5,71%, cotadas a R$ 27,79. A alta chegou a ser de 6% por volta do meio dia. As ações PETR3 também dispararam. Ao meio dia tinham alta de mais de 6%. Mas às 13h25 tinham elevação de 5,81%, R$ 30,59.

O que está fazendo os papéis da estatal decolarem hoje foi a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da gasolina para 18% em São Paulo, o que deve fazer o preço nas bombas cair R$ 0,48 por litro do combustível, segundo o governador do estado, Rodrigo Garcia. Outro fator que afeta as ações é a eleição do novo presidente, Caio Mário Paes de Andrade, pelo Conselho de Administração. Veja análise abaixo.

Ele anunciou nesta manhã que o estado está aplicando imediatamente a redução da alíquota de ICMS da gasolina de 25% para 18%, após o presidente Jair Bolsonaro sancionar, na sexta-feira, o teto na cobrança do imposto estadual.

Garcia também informou que a redução do tributo gera uma perda de arrecadação de R$ 4,4 bilhões em um ano, o que vai comprometer investimentos do estado em áreas como saúde e educação.

Além disso, o mercado antecipa a reunião do Conselho de Administração da estatal para definir Caio Paes de Andrade como novo presidente da petroleira. "A reunião estava agendada para 10h. Então, hoje, os investidores estão tirando um pouco o desconto dos últimos dias contra o mercado internacional e comprando ações", diz Regis Chinchila, analista da Terra Investimentos.

Novo presidente

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou hoje o nome de Caio Mário Paes de Andrade para a presidência da empresa, de acordo com fontes ouvidas pela agência Reuters. Foram sete votos a favor e três contra. Com isso, Andrade se tornará o quarto chefe da estatal durante o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). Ele irá substituir Fernando Borges, que atuava como interino desde o último dia 20, quando José Mauro Coelho renunciou à função.

Mais cedo, a Associação Nacional dos Petroleiros Acionistas Minoritários (Anapetro) protocolou uma denúncia na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) contra a nomeação de Caio Mário Paes de Andrade como presidente da Petrobras. Na representação, a associação aponta para "eventuais atos lesivos ao patrimônio da empresa e aos interesses de seus acionistas".

Segundo a associação, Andrade não atende aos requisitos legais para assumir o cargo, e que as disputas sobre a política de preços a ser adotada pela empresa podem colocar em conflito o acionista majoritário (a União) e os minoritários. Além da instauração de processo administrativo, a Anapetro pede que a CVM adote medidas cautelares para interromper o processo de nomeação do novo CEO.

E vale a pena mesmo comprar?

Depende de quanto você aguenta ver o sobe e desce das ações pelo menos até as eleições, em outubro. Para a Mira Asset, a empresa ainda é uma boa compra, no longo prazo. Mas a Eleven Investimentos classifica a ação como neutra: melhor não vender, nem comprar.

"Acreditamos que ruídos de interferência governamental na estatal continuem prejudicando a performance da ação", publicou a casa de análises, em documento para investidores.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.