IPCA
0,83 Mai.2024
Topo

'Tenho R$ 420 mil em FIIs e ganho até R$ 3.500 por mês', diz Gabriel Porto

Gabriel Porto, que investe e paga contas com fundos imobiliários - Arquivo pessoal
Gabriel Porto, que investe e paga contas com fundos imobiliários Imagem: Arquivo pessoal

Gabriela Bulhões

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/11/2022 04h00

Gabriel Porto, estudante de medicina, começou a investir com R$ 1.000 há oito anos. Em busca dos investimentos mais rentáveis, acabou se apaixonando por fundos de investimentos imobiliários, os FIIs.

Estudou o assunto e, com 400 mil seguidores nas redes sociais, o jovem de 25 anos quer tornar os investimentos em FIIs mais conhecidos. Ele escreveu um livro sobre o assunto e dá mentorias sobre investimentos - essas são suas maiores fontes de renda.

Hoje, seu desafio é chegar a R$ 1 milhão investido em fundos imobiliários. Natural de Vitória da Conquista, na Bahia, ele mantém uma carteira de investimento aberta ao público com R$ 421 mil, com dinheiro vindo de seu trabalho nas redes, e recebe em média R$ 3.500 todos os meses com fundos imobiliários. Esse valor é todo reinvestido, para render ainda mais.

Interesse em investir começou com valor pequeno

O interesse pelo mundo do mercado financeiro começou quando estava completando o ensino médio, com 17 anos. Na época, recebeu da família R$ 1.000, que estavam na poupança, e não demorou para perceber que o rendimento não era o que buscava.

Porto relembra que a quantia não era muito grande, e que logo começou a pensar no que fazer com o dinheiro. Foi então que em 2014, o seu lado investidor ganhou mais forma.

O jovem passou a buscar mais conhecimento sobre a Bolsa de Valores, renda variável e fundos imobiliários na internet. "Comecei a pesquisar para ter mais opções de fazer o dinheiro render, sabia da poupança e queria saber de outras possibilidades", afirma.

Encontrou o bilhete dourado nos fundos imobiliários

Ele sempre quis ter uma liberdade financeira que pagasse as contas, algo que se consegue com ações e fundos imobiliários. "Com os fundos, é como se fosse um aluguel que todo o mês cai na sua conta, te dá uma ideia de quantos dividendos vai receber, te dá bastante segurança", argumenta.

Criou sua conta no Instagram para falar sobre o assunto e entrou em vários grupos de WhatsApp para aprender mais.

Sucesso na internet

Porto percebeu que poucos profissionais da área de investimentos falavam sobre FIIs. A percepção de Porto fez com que ele se dedicasse a criar conteúdo sobre o assunto. Ele explica que também foi uma oportunidade de ajudar outros investidores que estavam começando.

A ideia deu tão certo que, além da internet, o estudante de medicina é autor do livro "O Que Nunca te Contaram sobre Fundos Imobiliários". Também dá mentorias sobre investimentos.

Seus conteúdos na internet, o livro e as mentorias geram grande parte da sua renda. Em 2021, sua receita com a rede social foi em torno de R$ 800 mil. No YouTube - canal que mantém ativo desde 2020 - ele publica vídeos curtos que somam milhares de visualizações.

Rumo a R$ 1 milhão

Em janeiro de 2020, Porto abriu sua jornada para o público. Criou uma carteira do zero e quer chegar a R$ 1 milhão em FIIs - todo o processo é mostrado para o público. O projeto é inspirado no influenciador Primo Rico, conhecido também como Thiago Nigro.

O investidor compartilha com seus seguidores como está o andar da carruagem. Hoje, depois de mais de 30 meses investindo, essa carteira tem mais de R$ 400 mil investidos.

A carteira é composta por cerca de 20 fundos imobiliários que costumam render mensalmente em torno de 1% em dividendos por mês.

A ideia é documentar o processo que um investidor normal, saindo do zero, teria para chegar à meta de R$ 1 milhão. A sua carteira comporta todos os tipos de ativos de fundos imobiliários, desde os mais seguros até os mais agressivos.

Ele investe valores altos, de no mínimo R$ 5 mil por mês, e gasta um bom tempo acompanhando sua carteira. Porto conta que já chegou a fazer aporte de R$ 20 mil por mês e agora, está com cerca de R$ 421 mil de investimento no total.

"Eu entendi que R$ 100 mil, apesar de ser um bom dinheiro, é uma meta mais simples. Um milhão de reais encheria mais os olhos do público e seria um desafio muito grande para mim, tive que correr atrás, chutei a bola lá na frente e fui correr, porque ainda não tinha a renda que tenho hoje", declara.

Não gasta um centavo da renda dos investimentos

Este ano, ele já recebeu R$ 28.398,63 em dividendos. Nada disso foi para o seu bolso: "100% reinvestido, o que me trará ainda mais renda nos próximos meses. Esse é o jogo dos juros compostos!", disse no Twitter.

"Não uso dinheiro do dividendo para gastos variáveis, tenho vontade de investir cada vez mais", diz, ao UOL. Com isso, não gasta dinheiro com bens luxuosos.

Gabriel Porto explica que, apesar de seus dividendos já serem capazes de bancarem o seu custo de vida, ele escolhe por não utilizar o valor porque sabe que está numa fase de vida de crescimento e estabilidade profissional e financeira.

"Hoje, não sou casado e não tenho filhos, é uma coisa que pretendo ter lá na frente, então já tenho uma liberdade financeira como solteiro, mas não como a pessoa que quero ser lá na frente", diz ele, sobre porque não tira nada dos seus investimentos.

Continua a estudar

O jovem está no quarto período de medicina e foi algo que sempre quis. Chegando aos finalmente da faculdade, a rotina de Porto não deixa de ser corrida.

Mesmo tendo condições de pagar suas contas apenas com a rentabilidade dos investimentos - sem depender da família - se aposentar ou não atuar como médico não faz parte dos seus planos atuais.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.