Bolsas

Câmbio

Trump confirma que quer renegociar Nafta

Washington, 20 Jan 2017 (AFP) - O presidente Donald Trump anunciou nesta sexta-feira que exigirá a renegociação do Nafta -acordo de livre-comércio integrado por Estados Unidos, Canadá e México- e vai abandonar o tratado a menos que o país consiga "um acordo justo".

O comunicado no site da Casa Branca, publicado menos de duas horas depois de Trump fazer seu juramento de posse, diz que o novo governo tentará mudar os termos do acordo em vigor há 23 anos.

Durante a campanha, Trump condenou o Nafta, afirmando que o tratado contribuiu para as perdas de emprego e de produção e para o declínio econômico. Na época, o presidente prometeu impôr grandes tarifas sobre as importações provenientes do México.

"O president Trump está comprometido a renegociar o Nafta", disse a Casa Branca. "Se nossos parceiros rejeitarem uma renegociação que dê aos trabalhadores americanos um acordo justo, então o presidente comunicará sobre a intenção dos Estados Unidos de se retirarem do Nafta".

As normas de acordos de livre-comércio como o Nafta permitem que o presidente retire seu país apenas notificando as outras partes do tratado. Após o aviso, há um prazo de 180 dias para o início de novas negociações.

Um novo acordo precisará ser aprovado pelos legisladores de todos os Estados-membros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos