Queda de preços de carros vintage nos EUA ajuda colecionadores

Julie Verhage

(Bloomberg) -- Sean Gambino, gerente de portfólio da Heron Bay Capital, calculou bem o momento do mercado.

Ele comprou seus dois carros clássicos -- um BMW M6 de 1986 e um Porsche 911 Cabriolet de 1986 -- em 2003 e 2008, respectivamente. Logo antes que os preços de veículos vintage como o Ferrari Spyder e os MGs começassem a aumentar. Em meados de 2015, os indicadores do interesse por carros de coleção atingiram recordes.

Agora, os mesmos indicadores sugerem que o mercado de carros clássicos pode estar mudando, porque os especialistas alertam que preços semelhantes aos de bolhas estão dando sinais de deflação. Embora a média de preços de leilão tenha aumentado em agosto em relação ao ano passado, segundo dados da Hagerty, o volume total de vendas está caindo, fato que alimenta o medo de que o gasto dos consumidores de alto padrão possa estar diminuindo.

"Não tentei vender meus carros, mas sei como o mercado está se eu fosse vender", disse Gambino em entrevista. Segundo suas estimativas, ele ainda teria um lucro de 30 por cento com o BMW e de cerca de 250 por cento com o Porsche se vendesse hoje, o que ilustra o quanto o valor dos carros clássicos disparou depois de 2009 -- e o quanto poderia cair agora.

O mercado de carros de coleção há muito se divide entre os fãs que simplesmente adoram um bom Maranello vermelho e aqueles que veem os veículos como uma oportunidade de investimento. O enfraquecimento dos preços de carros clássicos provavelmente favorecerá o primeiro grupo e expulsará os especuladores que foram atraídos para o mercado por anos de aumentos nos preços.

"A correção nos preços de carros clássicos e na atividade afetaria um grupo específico de investidores e criaria oportunidades de valor para os entusiastas interessados nos veículos, não nos investimentos", disse Kevin Tynan, analista da Bloomberg Intelligence. "A fraqueza no mercado de carros de coleção poderia ser o indício de uma postura mais defensiva dos consumidores de luxo, e também dos investidores".

Ele aponta para o Hagerty Expert Sentiment Index, que mede a confiança dos especialistas no mercado de carros clássicos em uma escala de 1 a 100. O indicador atingiu os valores mais baixos em cinco anos, e a leitura de agosto foi de 53,60 pontos, perto dos patamares inferiores a 50, que indicam uma contração na confiança.

Contudo, há alguns sinais positivos para o futuro do mercado de carros clássicos. Embora os níveis de confiança venham caindo há algum tempo, Tynan observou que a recente estabilização poderia estar apontando para o fundo do poço.

O índice de confiança "mostra que os especialistas acreditam que o mercado está superaquecido há um tempo", acrescentou Tynan. É "interessante ver que o índice começa a se estabilizar -- o que significará que os preços se ajustaram e que há alguns valores bons".

Gambino concorda. Ele não quis dizer se comprará outro carro vintage em breve, mas disse que os preços estão começando a ficar mais atraentes: "Acho que o mercado estará mais favorável para os compradores nos próximos 15 a 18 meses".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos