Topo

Reforma da Previdência


Investidor espera atraso e economia de R$ 600 bi com Previdência

Vinícius Andrade

2019-04-23T12:56:51

23/04/2019 12h56

(Bloomberg) -- Investidores e economistas estão reduzindo as suas expectativas quanto à data de aprovação da reforma da Previdência no Congresso, assim como em relação à economia esperada da proposta final.

O aumento do ruído político ao longo das últimas semanas esfriou o otimismo por parte dos agentes do mercado, que agora veem o projeto sendo aprovado na Câmara dos Deputados na segunda metade do ano. A expectativa é que o projeto leve a uma economia em torno de R$ 600 bilhões em 10 anos, cerca de metade da proposta original enviada pelo governo. A estimativa mais otimista vê uma economia de até R$ 900 bilhões. As informações foram obtidas por meio de entrevistas e relatórios.

A maior parte das instituições financeiras consultadas pela Bloomberg espera que o projeto seja aprovado na Câmara no terceiro trimestre. AllianceBernstein e RBC Capital Markets são algumas das casas que veem o aval dos deputados apenas nos últimos três meses do ano.

"O otimismo retrocedeu um pouco e a incerteza é muito elevada", disse Tania Escobedo, estrategista do RBC Capital Markets e uma das melhores analistas do real no último ano, de acordo com rankings da Bloomberg.

A tramitação da reforma da Previdência no Congresso tem sido marcada por sucessivos contratempos, que atrasaram o cronograma para aprovação do projeto. A reforma ainda está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Entenda a proposta de reforma da Previdência em 10 pontos

UOL Notícias

Mais Reforma da Previdência