PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Uruguai quer "se abrir para o mundo", diz presidente a investidores nos EUA

21/09/2021 00h45

Montevidéu, 20 set (EFE).- O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, reiterou nesta segunda-feira aos representantes de fundos de investimento e capital privado nos Estados Unidos que seu país tem uma "vocação para se abrir ao mundo" tanto financeira quanto comercialmente.

Segundo a Presidência uruguaia, Lacalle Pou participou de um café da manhã de trabalho acompanhado pelo ministro de Relações Exteriores do país, Francisco Bustillo, pelo ministro da Economia e Finanças, Azucena Arbeleche, e pelo Embaixador uruguaio nos EUA, Andrés Durán, onde enfatizou, entre outras coisas, o valor da liberdade como princípio orientador das políticas do governo.

Ainda segundo a Presidência, o chefe de Estado declarou que o Uruguai é um "baluarte de estabilidade institucional, política e social" e convidou as pessoas a investirem em seu país por ser "sério e previsível".

O governo de Lacalle Pou já deixou claro em mais de uma ocasião a intenção de fazer acordos comerciais com diferentes nações e até anunciou há alguns dias que, juntamente com a China, realizará um estudo prévio de viabilidade para avaliar a possível assinatura de um Acordo de Livre Comércio (TLC). As tratativas acontecem apesar da posição do Mercosul, que não permite que acordos sejam negociados fora do bloco.

A reunião de negócios em Nova York vem depois que Lacalle Pou participou, no último sábado, da Cúpula da Comunidade dos Estados da América Latina e Caribe (Celac), realizada no México. O presidente uruguaio criticou duramente Cuba, Nicarágua e Venezuela por não terem uma "democracia plena".

Ele até teve uma dura troca com o presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, que culminou com o líder uruguaio recitando um verso da canção "Patria y Vida", que se tornou um hino para aqueles que querem mudanças na ilha.

Após a reunião do café da manhã, o presidente uruguaio participou de reuniões com o diretor executivo da B'nai B'rith International, Daniel Mariaschin, e com o enviado especial dos EUA para a mudança climática, John Kerry.

Lacalle Pou está nos EUA para participar da 76ª sessão da Assembleia das Nações Unidas e discursará na próxima quarta-feira.

PUBLICIDADE