Topo

Quase 1 hora após suspensão da sessão, senadoras continuam ocupando Mesa

Julia Lindner, Fernando Nakagawa e Thiago Faria

Brasília

11/07/2017 14h01Atualizada em 11/07/2017 14h19

Cerca de uma hora depois da suspensão da sessão do Senado para a votação da reforma trabalhista, parlamentares da oposição continuam ocupando a Mesa Diretora no Plenário. O espaço segue com a iluminação reduzida, o som dos microfones cortado e os aparelhos de ar-condicionado desligados.

Na Mesa, as cinco senadoras que lideram o protesto receberam reforço de deputadas como Jandira Feghali (PCdoB-RJ), Maria do Rosário (PT-RS) e Benedita da Silva (PT-RJ). A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) também se juntou ao movimento, iniciado pelas senadoras Fátima Bezerra (PT-RN), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Vanessa Graziotin (PCdoB-AM), Regina Sousa (PT-PI) e Lídice da Mata (PSB-BA).

Pedro Ladeira/Folhapress
As senadoras pediram marmitas às assessorias e almoçaram na mesa da presidência Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

As parlamentares conversam, gravam vídeos para redes sociais e estavam almoçando por volta das 13h15 desta terça-feira. Mesmo sem iluminação, o relator da reforma trabalhista no plenário, senador Romero Jucá (PMB-RR), permaneceu no local lendo papéis. O peemedebista, no entanto, já deixou o local.

Mais Economia