PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

PSB fecha questão contra reforma da Previdência

Mariana Haubert

Brasília

08/07/2019 22h23

O PSB fechou questão na tarde desta segunda-feira contra a aprovação da reforma da Previdência no plenário da Câmara. A decisão foi tomada pelo diretório nacional por ampla maioria, com apenas um voto contra e uma abstenção.

Com a deliberação, se um parlamentar do partido votar a favor da proposta poderá sofrer punições por parte da legenda, inclusive com expulsão. O partido tem 32 deputados.

O deputado Júlio Delgado (MG) foi contra a decisão do partido porque ele considerava que a legenda poderia ser contrária à reforma, mas sem o fechamento de questão, e o presidente estadual do Paraná, Severino Nunes de Araújo, se absteve. Quando a reforma começou a ser analisada pela comissão especial, o PSB também havia decidido por fechar questão contra a aprovação da matéria.

Em nota, o partido afirma que a proposta de mudanças nas regras de aposentadoria "imporá medidas cruéis aos trabalhadores mais sofridos e às classes médias de nosso país".

A legenda diz ainda que a reforma irá agravar a desigualdade social do Brasil.

"A reforma diminuirá o poder de compra desta parcela da população e provocará impactos negativos sobre o consumo, além de ter caráter eminentemente recessivo e, portanto, inadequado para se cumprir a promessa de geração de empregos - o que, por sua vez, também compromete a sustentabilidade da Previdência", diz a nota.

Entenda a proposta de reforma da Previdência em 10 pontos

UOL Notícias