PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Latam diz que plano de recuperação judicial foi aprovado pela Justiça norte-americana

Avião da Latam na pista de decolagem - Reprodução/TV Cabo Brancp
Avião da Latam na pista de decolagem Imagem: Reprodução/TV Cabo Brancp

Do Estadão Conteúdo

18/06/2022 22h07Atualizada em 18/06/2022 23h31

A Latam emitiu um comunicado na noite deste sábado, 18, informando que o Tribunal de Falências do Distrito Sul de Nova York nos Estados Unidos aprovou o plano de recuperação judicial apresentado pela aérea em seu processo de reorganização nos EUA (onde o procedimento tem o nome de Capítulo 11).

A empresa pretende terminar o processo de recuperação no segundo semestre deste ano. O plano atende aos requisitos legais dos Estados Unidos e do Chile.

Nos próximos meses, a empresa pretende conseguir a aprovação do registro de ações e títulos mobiliários no registro de valores da Comissão do Mercado Financeiro do Chile (CMF) e a implementação dos respectivos períodos de direito de preferência para a oferta das ações e títulos conversíveis aos atuais acionistas.

Uma vez concretizados os objetivos, a empresa pretende seguir o plano de recuperação, apresentado em novembro de 2021: injeção de US$ 8,19 bilhões no grupo por meio de uma combinação de capital novo, títulos conversíveis e dívida.

Segundo a empresa, isso inclui o financiamento de US$ 5,4 bilhões garantido pelos principais acionistas (Delta Air Lines, Qatar Airways e Grupo Cueto) e pelos principais credores da Latam (ou seja, os credores representados pelo grupo Ad Hoc de Credores da Latam Parent e certos detentores de títulos locais).