IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

EUA: número crescente de americanos está atrasando os pagamentos de seus carros

Nova York, 21

21/02/2023 21h58

Um número crescente de americanos está atrasando os pagamentos de seus carros: cerca de 9,3% dos empréstimos para automóveis concedidos a pessoas com baixa pontuação de crédito estavam com 30 dias ou mais de atraso nos pagamentos no final do ano passado, a maior parcela desde 2010, de acordo com uma análise da Moody's Analytics.

Os últimos anos foram extraordinariamente bons para os consumidores, que guardaram dinheiro extra durante a pandemia, mas a inflação altíssima está corroendo esses ganhos. Os preços dos carros, em particular, dispararam devido à escassez de veículos. Muitos mutuários fizeram grandes empréstimos para comprá-los, deixando pouco espaço para respirar para manter os pagamentos em dia se passassem por uma fase difícil.

"As famílias que estavam no limite financeiro para começar podem ter caído a ponto de ser difícil manter o empréstimo do carro e tudo mais, e as pessoas precisam tomar algumas decisões muito difíceis", disse Pamela Foohey, professora na Cardozo School of Law, que estuda direito do consumidor.

O estresse no mercado de empréstimos para automóveis está concentrado entre os mutuários com pontuação de crédito abaixo de 660 e é especialmente alto entre as pessoas com crédito no fundo do barril. Mas o estresse pode se espalhar, se os EUA entrarem em recessão, como muitos economistas esperam. Se as perdas de empregos aumentarem, muito mais consumidores podem se ver incapazes de manter o nível recorde de dívidas contraídas nos últimos anos.