IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Oi pede recuperação judicial pela 2ª vez

Oi entrou com um novo pedido de recuperação judicial um dia antes de expirar medida cautelar que protegeu seus ativos dos credores - WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO
Oi entrou com um novo pedido de recuperação judicial um dia antes de expirar medida cautelar que protegeu seus ativos dos credores Imagem: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

Beth Moreira

São Paulo

02/03/2023 08h03Atualizada em 02/03/2023 08h31

Com dívidas que ultrapassam R$ 35 bilhões, a Oi entrou com um novo pedido de recuperação judicial na quarta-feira (1º). O pedido foi entregue a 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro em caráter de urgência.

O que aconteceu?

  • No início de fevereiro, a Oi obteve na Justiça uma medida cautelar que protegeu a operadora, por 30 dias, do bloqueio de ativos por credores, mas as partes não chegaram a um acordo.
  • A proteção expira amanhã (3). Restou à Oi entrar com um novo pedido de recuperação judicial.

Em fato relevante enviado hoje à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a Oi lembra que juntamente com suas subsidiárias vêm empreendendo esforços para repactuar as dívidas financeiras. As negociações com credores continuam em andamento.

A Oi reafirma a confiança que tem em sua capacidade operacional e comercial para que seja bem-sucedida na proposição e aprovação de um plano de recuperação judicial que permita ganho de valor para a Companhia e suas Subsidiárias e na manutenção do alto nível da prestação de serviços aos seus clientes.
Fato relevante divulgado hoje pela Oi

A Oi acrescenta que o ajuizamento do pedido de recuperação judicial é um passo crítico na direção da reestruturação financeira e busca da sustentabilidade de longo prazo da companhia e de suas Subsidiárias.