IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Caixa entra com ação contra Pedro Guimarães para reaver R$ 45 mil em celulares funcionais

Pedro Guimarães, ex-presidente da Caixa - Valter Campanato/Agência Brasil
Pedro Guimarães, ex-presidente da Caixa Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

Thaís Barcellos e Matheus Piovesana

São Paulo

18/05/2023 15h18Atualizada em 18/05/2023 16h10

A Caixa entrou com uma ação na Justiça contra o ex-presidente do banco Pedro Guimarães para reaver cerca de R$ 45 mil em telefones celulares funcionais que estariam em sua posse. Guimarães deixou a Caixa em meados de 2022 após vir à tona denúncias de abuso sexual e moral contra ele de funcionários do banco.

Ao deixar o cargo, segundo a Caixa, ele não devolveu os celulares que usava para as suas atividades como executivo.

Conforme relatos de fontes ouvidas pelo Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), os celulares podem não ter sido devolvidos porque teriam sido quebrados por Guimarães em momentos de "raiva".

Em nota, o banco afirmou que a ação foi proposta perante a Justiça Federal de Brasília, tendo sido distribuída para a 20ª Vara Federal Cível da SJDF.

Conforme a Caixa, o pedido formulado na demanda refere-se à obrigatoriedade de devolução dos aparelhos telefônicos não devolvidos quando de seu desligamento desta empresa.

"Caso não seja possível a devolução dos equipamentos, requer-se o pagamento do valor correspondente ao reembolso dos montantes devidos, o que, de acordo com as respectivas notas fiscais, gira em torno de R$ 45 mil", afirmou a Caixa, em nota.