PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Finanças pessoais

Autor de 'Pai Rico, Pai Pobre' dá dicas de como viver de renda

29/01/2013 10h00Atualizada em 26/09/2017 16h41

SÃO PAULO - Após vender milhares de cópias do livro "Pai Rico, Pai Pobre", o americano Robert Kiyosaki transformou-se em uma espécie de guru para quem busca a independência financeira. Em seu best-seller, ele afirma que é bem mais difícil enriquecer trabalhando em grandes empresas do que por meio de investimentos, imóveis e negócios próprios.

Para Kiyosaki, quem trabalha para obter apenas um salário no final do mês não tem tempo para ficar rico. É o que ele chama de “corrida dos ratos”, em alusão aos roedores que, trancados em suas gaiolas, correm para movimentar uma roda, mas, por mais que se esforcem, nunca saem do lugar. Da mesma forma, as pessoas que trabalham ajudam as empresas a crescer e beneficiam o governo com o pagamento de impostos, mas, ao final, não conseguem acumular um grande patrimônio para si próprias.

Ele diz que o segredo é aprender a fazer o dinheiro trabalhar em seu lugar e também defende que, para enriquecer, é preciso pensar como um rico, que busca sempre comprar ativos geradores de renda, como uma propriedade para alugar, ações ou títulos. Já os pobres compram passivos (bens que produzem gastos, como casa própria ou veículo), achando que estão construindo riqueza.

Não que Kiyosaki não tenha ele mesmo cometido vários erros. Em outubro, uma das empresas do guru pediu falência depois de perder uma ação de US$ 24 milhões para a rede de ensino particular Learning Annex. Bill Zanker, dono da Learning, afirmou que sua empresa havia sido responsável pelo sucesso de Kiyosaki com o livro Pai Rico, Pai Pobre, mas nunca havia sido remunerada proporcionalmente.

O fato pode não virar um livro, mas revela aos seguidores do “pai rico” que também existem ratoeiras longe da “corrida dos ratos”.

Conheça algumas dicas de Robert Kiyosaki, extraídas do livro Independência Financeira – O Guia do Pai Rico:

Na vida pessoal

  • Supere seus medos, ceticismo e preguiça.
  • Desenvolva seu QI financeiro
  • Tenha todas as informações necessárias assinando os melhores informativos econômicos mundiais.
  • Quando for ignorante sobre um assunto, procure um especialista ou um livro sobre o tema.
  • Escute todos os especialistas, mantendo sua mente aberta para os otimistas e os pessimistas.
  • Aprenda autodisciplina, que é o mais difícil de dominar.
  • Administre seu tempo.
  • Procure ideias novas em bibliotecas, em livros originais e diferentes.

Nos investimentos

  • Conheça investidores que criam investimentos e aprenda com eles
  • Aprenda tudo sobre a ciência da oferta e da procura (os fundamentos do mercado)
  • Aprenda o sentido econômico de um investimento.
  • Conheça a filosofia dos juros compostos.
  • Saiba como funcionam os investimentos de alto risco
  • Conheça todas as vantagens tributárias e use-as a seu favor.
  • Aprenda a assumir riscos calculados.
  • Aprenda a aplicar nas Bolsas dos EUA e do Canadá.
  • Vá a seminários e cursos.
  • Leia as bibliografias dos grandes investidores.
  • Aprenda com os grandes
  • Acompanhe os investimentos de Warren Buffet e suas opiniões a respeito do mercado.
  • Leia Peter Lynch para entender como ele escolhe as aplicações em ações.
  • Aprenda como Donald Trump e George Soros negociam e montam operações.

Na vida profissional
 

  • Procure emprego pela oportunidade de aprender mais do que pelo dinheiro, pois ele é consequência.
  • Supere seu medo de vender, de bater de porta em porta e ser rejeitado, entrando para uma empresa que tenha um dos melhores programas de vendas de sua cidade ou país.
  • Use o fracasso como inspiração.
  • Monte uma empresa imobiliária para abrigar os seus imóveis e pague menos impostos.
  • Fale inglês fluentemente.

 

PUBLICIDADE

Finanças pessoais