PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Será um bom momento para comprar Fibria e Suzano?

28/01/2016 09h20

SÃO PAULO - Um dos objetivos para o setor de celulose neste ano é ampliar a participação do produto brasileiro na China, nos Estados Unidos e na União Europeia. Essa é a projeção para o setor de produtos florestais, segundo a Indústria Brasileira de Árvores (IBÁ).

O Brasil participa com 45%, 71% e 69% dos respectivos mercados e avalia que há potencial para expandir as vendas. Em 2015, a quantidade de celulose exportada pelo país bateu recorde na série histórica da balança comercial do agronegócio, iniciada em 1997.

O volume de celulose exportado no ano passado cresceu 8% em relação a 2014, atingindo 11,97 milhões de toneladas. Os produtos florestais ocuparam a terceira posição entre os recordistas da exportação do agronegócio, atrás da soja e das carnes.

Foram exportados US$ 10,33 bilhões, dos quais mais da metade representa venda de celulose (US$ 5,59 bilhões). Em relação ao ano anterior, houve crescimento de 5,6% em valor, quando as exportações do produto chegaram a US$ 5,29 bilhões.

PUBLICIDADE