Bolsas

Câmbio

Com alta da Selic, Brasil volta a ter maior taxa real de juros do mundo

Do UOL, em São Paulo

Com a decisão do Banco Central de subir a taxa básica de juros (Selic) em 0,5 ponto percentual, para 9,5% ao ano, o Brasil volta a liderar o ranking de países com maiores juros reais do mundo -liderança que não ocupava desde março de 2012.

Os juros reais descontam a inflação projetada para os próximos 12 meses. Fazendo essa conta, os juros básicos no Brasil ficam em 3,5% ao ano.

Em segundo, vem o Chile, com taxa real de 3,2%. Em terceiro está a China, com 3%, seguida pela Índia, com 1,7%. Na outra ponta da tabela está a Venezuela, que tem a menor taxa real de juros do mundo, com -16,9% ao ano.

No entanto, falando de juros nominais (que não descontam a inflação), a Venezuela tem a maior taxa do mundo, com 15,53%.

O Brasil vem em terceiro no ranking dos juros nominais. A Argentina aparece em segundo, com 11,98%.

O ranking tem 40 países e, portanto, não inclui todos as nações do mundo, mas somente economias relevantes. Os dados foram levantados pelo portal MoneYou, do economista Jason Vieira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos