PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

OGX negocia com credores e adia planos de recuperação judicial, diz agência

Do UOL, em São Paulo

10/10/2013 10h31

Executivos da petroleira de Eike Batista, a OGX (OGXP3), estão tentando negociar com credores dos Estados Unidos, mas é pouco provável que consigam chegar a um acordo ainda nesta semana, de acordo com duas pessoas ouvidas pela agência de notícias Dow Jones.

Segundo essas fontes, as negociações estão ocorrendo, mas ainda não há sinais de progresso. Isso quer dizer que a empresa pode não entrar com um pedido de recuperação judicial (antiga concordata) ainda nesta semana, como se especulava anteriormente.

Um pedido de recuperação judicial só pode ser protocolado depois que todas as alternativas para negociação de dívidas forem esgotadas.

Uma das pessoas entrevistadas pela agência Dow Jones afirmou que a OGX considera a possibilidade de buscar proteção judicial em um futuro próximo, mas que isso não deve acontecer antes de 20 de outubro.

Procurada pela reportagem do UOL, a OGX informou que não vai se pronunciar sobre o assunto.

OGX negocia dívida de US$ 3,6 bi com credores nos EUA

Executivos da OGX chegaram a Nova York na semana passada para uma rodada de negociações com os credores de uma dívida de US$ 3,6 bilhões da companhia, segundo informações do jornal "Valor Econômico".

A empresa vai tentar resolver o pagamento desta dívida (que, para muitos, é considerada impagável) tentando convencer os detentores de títulos a trocar sua remuneração por ações da companhia.

O principal trunfo da OGX, no entanto, é o acordo com a Petronas, estatal de petróleo da Malásia. Mas mesmo este acordo está cercado de incertezas. Recentemente, a Petronas afirmou que só vai pagar a OGX depois que a empresa conseguir renegociar suas dívidas.

Eike diminui participação na OGX

O empresário Eike Batista vendeu ações da petroleira OGX e do estaleiro OSX em setembro, segundo comunicados enviados pelas companhias à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), nesta quarta-feira (9). Mesmo assim, ele ainda continua tendo participação majoritária em ambas.

No caso da OGX, Eike vendeu R$ 29,66 milhões, num total de 74,78 milhões de ações em setembro. Com isso, reduziu sua participação na empresa de 52,48% para 50,16% no fim do mês passado. Em agosto, Eike já tinha vendido outras 49,8 milhões de ações da petroleira.

(Com Reuters)