PUBLICIDADE
IPCA
0,25 Fev.2020
Topo

Petrobras cai quase 400 posições em lista de maiores empresas; Itaú lidera

Do UOL, em São Paulo

06/05/2015 12h56Atualizada em 16/07/2015 14h53

A Petrobras deixou de ser a líder brasileira no ranking de maiores companhias do mundo elaborado pela revista norte-americana "Forbes". A estatal desabou da 30ª posição, em 2014, para a 416ª posição neste ano.

O valor de mercado da petroleira quase caiu pela metade: tinha sido estimado em US$ 86,8 bilhões no ano passado, e agora aparece como US$ 44,4 bilhões.

Com isso, a Petrobras é a quinta brasileira mais bem posicionada no ranking da "Forbes", atrás de Itaú Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil e Vale.

24 brasileiras, incluindo ex-petroleira de Eike

Na lista de 2.000 gigantes mundiais, aparecem 24 companhias brasileiras --uma a menos que no ano passado.

Saíram da lista Sabesp, BM&FBovespa, Porto Seguro e Cosan.

Entraram no ranking neste ano Ultrapar, Copel e Óleo e Gás Participações --a antiga OGX, criada por Eike Batista.

Empresas brasileiras na lista de maiores da "Forbes" em 2015:

(OBS.: O ranking abaixo não considera apenas o valor de mercado, mas uma composição de itens, como receita, lucro e patrimônio; o valor de mercado é citado como referência, mas a lista não está ordenada por ele)  

  • 42º lugar - Itaú Unibanco Holding: valor de mercado de US$ 63,7 bilhões
  • 61º lugar - Bradesco: valor de mercado de US$ 51,4 bilhões
  • 133º lugar - Banco do Brasil: valor de mercado de US$ 23,6 bilhões
  • 413º lugar - Vale: valor de mercado de US$ 29 bilhões
  • 416º lugar - Petrobras: valor de mercado de US$ 44,4 bilhões
  • 453º lugar - JBS: valor de mercado de US$ 14,7 bilhões
  • 681º lugar - BRF: valor de mercado de US$ 18,2 bilhões
  • 776º lugar - Itaúsa: valor de mercado de US$ 21,2 bilhões
  • 806º lugar - Grupo Pão de Açúcar: valor de mercado de US$ 8,5 bilhões
  • 899º lugar - Ultrapar: valor de mercado de US$ 12 bilhões
  • 1046º lugar - Cielo: valor de mercado de US$ 24,2 bilhões
  • 1054º lugar - Cemig: valor de mercado de US$ 5,9 bilhões
  • 1094º lugar - Eletrobras: valor de mercado de US$ 2,7 bilhões
  • 1116º lugar - Braskem: valor de mercado de US$ 3,1 bilhões
  • 1213º lugar - Oi: valor de mercado de US$ 1,7 bilhões
  • 1228º lugar - Metalúrgica Gerdau: valor de mercado de US$ 1,3 bilhão
  • 1416º lugar - CPFL Energia: valor de mercado de US$ 6,6 bilhões
  • 1508º lugar - Óleo e Gás Participações: valor de mercado de US$ 73 milhões
  • 1628º lugar - CCR: valor de mercado de US$ 9,4 bilhões
  • 1683º lugar - CSN: valor de mercado de US$ 2,5 bilhões
  • 1765º lugar - Copel: valor de mercado de US$ 2,2 bilhões
  • 1951º lugar - Embraer: valor de mercado de US$ 5,8 bilhões
  • 1989º lugar - Banrisul: valor de mercado de US$ 1,6 bilhão
  • 1998º lugar - Weg: valor de mercado de US$ 8,5 bilhões

Chinesas no topo da lista

O ranking é liderado por quatro companhias chinesas: bancos ICBC (1º), China Construction Bank (2º), Agricultural Bank of China (3º) e Bank of China (4º). Em seguida, aparecem três norte-americanas: Berkshire Hathaway (5º), JP Morgan Chase (6º) e JP Morgan Chase (7º).

A PetroChina aparece em 8º lugar, à frente da gigante americana General Electric (9º). A lista segue com a americana Wells Fargo (10º), a japonesa Toyota Motors (11º), a americana Apple (12º), a holandesa Shell (13º), a alemã Volkswagen (14º) e o britânico HSBC (15º).

Como é feito o cálculo

O ranking lista apenas as empresas com ações na Bolsa. São considerados os seguintes dados: receita, lucro, patrimônio e valor de mercado (calculado com os preços de fechamento das ações em 6 de abril). 

Todos os dados são transformados para dólar. 

Economia