Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta quinta, 21 de janeiro

Do UOL, em São Paulo

Mercado financeiro

A Bolsa fechou em alta de 0,19%, com 37.717,11 pontos, puxada pelo bom desempenho da Petrobras. As ações ordinárias da estatal saltaram mais de 6% após quatro dias seguidos de perdas e chegaram a R$ 6,29.

Já as ações da Vale fecharam em R$ 6,86, com queda de 1,29% e limitaram a alta do índice Ibovespa.

No mercado de câmbio, o dólar comercial teve o maior valor desde a criação do Plano Real, em 1994. A moeda fechou com alta de 1,47%, cotada a R$ 4,166.

Leia mais

 

Liderança ruim

O Brasil continua no topo do ranking de países com os maiores juros reais, com taxa de 6,78%. A Rússia, segundo colocada, vem bem atrás, com taxa de 2,78%. Os juros reais descontam a inflação projetada para os próximos 12 meses.

Ontem o Comitê de Política Monetária do Banco Central decidiu manter a taxa básica de juros em 14,25% ao ano. É a quarta vez seguida que a Selic não é alterada.

Leia mais



Cresce o desemprego

O Brasil fechou cerca de 1,5 milhão de vagas de trabalho com carteira assinada em 2015, o pior resultado desde 1992. O número foi divulgado pelo Ministério do Trabalho.  No ano, o total de empregos formais caiu 3,74% em relação a 2014.

Já o total de trabalhadores com carteira assinada no Brasil caiu para 39,663 milhões no fim do ano passado, pior resultado desde 2012. Em 2014, o país tinha fechado o ano com 41,2 milhões de empregos formais.

Leia mais



Contas públicas

A arrecadação federal teve queda real de 5,6% em 2015 na comparação com o ano anterior. Os tributos recolhidos pela Receita Federal no ano passado somaram R$ 1,274 trilhão, o menor valor desde 2010.

O resultado reflete o impacto da retração econômica de 2015, que derrubou a produção industrial e as vendas de bens e serviços.

Leia mais



Novo destino

A Azul Linhas Aéreas anunciou que vai começar a fazer voos para a Europa. A empresa vai ter três voos semanais entre Campinas (São Paulo) e Lisboa, Portugal. As viagens vão começar em 4 de maio.

A companhia anunciou ainda que, em abril, vai fazer um corte de 7% na oferta de voos domésticos.

Leia mais



São Paulo vai mal

O PIB do Estado de São Paulo caiu 3,5% no acumulado de 12 meses até novembro do ano passado. O levantamento é da Fundação Seade.

O setor com maior queda foi a indústria, que recuou 8,2% no período. Serviços teve contração menor, de 1,7%. Já a agropecuária, impulsionada pelo câmbio desvalorizado, cresceu 3,6%.

Leia mais



Consumo em baixa

Em cada dez brasileiros, nove afirmam ter diminuído o consumo em 2015, comparado ao ano anterior. O dado faz parte de uma pesquisa do instituto Data Popular. 91% dos entrevistados deixaram de comprar algo que queriam no ano passado.
A crise econômica do país, com inflação alta e recessão, foi a principal razão para a redução do consumo em 2015, segundo a pesquisa.

Leia mais



Agenda

Amanhã o IBGE divulga o IPCA-15, considerado uma prévia da inflação oficial. A entidade também vai apresentar a Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos