PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Secretário de Previdência diz que não pode garantir militares na reforma

O secretário Rogério Marinho - Agência Brasil
O secretário Rogério Marinho Imagem: Agência Brasil

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

18/01/2019 19h34

O secretário de Previdência, Rogério Marinho, afirmou nesta sexta-feira (18) que não pode garantir que os militares estarão contemplados na reforma da Previdência. Segundo ele, o texto final com as novas regras para a aposentadoria só será conhecido em fevereiro.

"A proposta, como ela será apresentada ao Congresso, será conhecida em fevereiro. Os militares têm suas especificidades. Eles não têm um regime previdenciário como os civis. Isso precisa ser respeitado. Não posso garantir a vocês que estarão ou não na reforma", disse. 

O lobby explícito de integrantes das Forças Armadas para que os militares fiquem de fora da reforma da Previdência tem causado desconforto entre técnicos da equipe econômica e em parte da ala política do governo. Diversas autoridades militares falaram publicamente contra mudanças nas últimas semanas.

Tamanha é a força dos militares na gestão de Jair Bolsonaro (PSL) que alguns dos assessores dos ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, admitem reservadamente a possibilidade de que os integrantes das Forças Armadas ficarão mesmo de fora da reforma.

Bolsonaro projeta aposentadoria aos 62 para homens e aos 57 para mulheres

SBT Online