Topo

A prefeitos, Guedes fala em idade mínima de 57 e 62 anos para aposentadoria

Luiz Granzotto/Divulgação prefeitura de Campinas
Donizette, da Frente Nacional de Prefeitos Imagem: Luiz Granzotto/Divulgação prefeitura de Campinas

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

30/01/2019 17h53

A idade mínima para a aposentadoria deve ser mesmo de 57 anos para mulheres e 62 para homens, como havia antecipado o presidente Jair Bolsonaro. A afirmação foi feita pelo prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette (PSB-SP), após se reunir com o ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quarta-feira (30). 

Segundo ele, alguns pontos da reforma da Previdência foram apresentados por Guedes durante reunião com a FNP (Frente Nacional de Prefeitos), da qual é presidente.

"A reforma não foi publicamente divulgada, mas os pontos que ele nos disse agradaram os prefeitos. Vai mexer na idade mínima. A dúvida é na transição. Se é mais rápida ou demorada. Deve haver uma diferença de idade mínima para homem e mulher. Cerca de 57 para mulher e 62 para homens", disse. 

Donizette afirmou que, na próxima semana, a FNP terá uma nova reunião com o secretário especial de Previdência, Rogério Marinho. Segundo ele, os prefeitos trabalharão para convencer os parlamentares da necessidade de aprovar a reforma.

"O ministro nos pediu apoio para aprovar a reforma, e daremos esse apoio. Os grandes municípios também têm regimes próprios de previdência. Muitas cidades colocam de 80% a 100% das receitas com IPTU para cobrir os rombos das previdências municipais", disse. 

Ainda segundo o presidente da FNP, os prefeitos são favoráveis à apresentação de uma única proposta de reforma da Previdência, incluindo tanto civis como militares.

Bolsonaro sugere mínimo de 57 anos para mulheres e 62 para homens se aposentarem

SBT Online

Mais Economia