Topo

Recém-aposentado vai esperar 3 meses para empréstimo consignado; que fazer?

Thâmara Kaoru

Do UOL, em São Paulo

2019-04-03T04:00:00

03/04/2019 04h00

Acabou de se aposentar e já quer pegar um empréstimo consignado na folha de pagamento? Não será possível. Terá de esperar 90 dias. É o que determina a nova regra sobre empréstimos a recém-aposentados.

Para Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil, não ter acesso ao consignado nos primeiros meses pode ajudar o aposentado a fazer um ajuste em seu padrão de vida. Ela afirmou que, na maioria dos casos, o valor da aposentadoria é menor do que aquilo que a pessoa recebia enquanto trabalhava. Portanto, pegar um empréstimo logo pode comprometer ainda mais a renda desse novo aposentado.

Crédito é muito fácil para aposentado, e pode ser ruim

"Quando as pessoas se aposentam, o crédito vem muito fácil. É até por isso que criaram essas novas regras, para que as pessoas não sejam assediadas e não peguem um empréstimo sem pensar."

O técnico e representante da Proteste Rodrigo Alexandre afirmou que era comum o aposentado receber uma ligação do banco ou financeira oferecendo o consignado, antes mesmo de ele saber se teve o benefício concedido pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Muitos acabavam aceitando sem pensar se precisavam mesmo do dinheiro.

Agora, além de o aposentado não poder pegar o empréstimo nos primeiros 90 dias, as empresas terão que esperar seis meses para oferecer o consignado ao aposentado.

Confira o que fazer para se adequar às novas regras:

Faça um estudo financeiro

"Às vezes, a pessoa acha que não tem dinheiro, mas quando coloca no papel percebe que tem, sim. Apenas estava sendo direcionado para outra coisa que pode ser cortada", disse Marcela.

Para ela, o estudo financeiro mostra se é necessário mesmo pegar um empréstimo e, caso decida que sim, o aposentado saberá o quanto a dívida afetará seu orçamento.

Espere o prazo

Se houver mesmo a necessidade de pegar dinheiro emprestado, a orientação é esperar pelo consignado. "O bom do empréstimo consignado é que ele é mais barato do que outras modalidades, pois existe uma garantia, já que o desconto é feito diretamente na folha de pagamento. Então, se puder adiar o pedido e esperar esses três meses, pagará menos juros", afirmou Marcela.

Para ter acesso ao consignado após o período de 90 dias, o aposentado terá que pedir uma liberação. O procedimento será realizado pela internet, em um sistema disponibilizado pelos próprios bancos e financeiras, e deverá conter um documento de identificação do aposentado e um termo de autorização digitalizado.

Pesquise outro tipo de empréstimo

Se não houver como esperar para pedir o consignado, Marcela disse que o aposentado terá que procurar outras linhas de crédito. "Se precisar mesmo, ele deve fugir do cartão de crédito e cheque especial e tentar um empréstimo pessoal. É mais caro do que o consignado, mas se for a única forma de resolver uma pendência financeira, essa é a alternativa."

Para Marcela, o empréstimo deve ser feito em último caso, pois pode acontecer de o aposentado pegar um empréstimo pessoal e depois pegar o consignado também. Como o crédito pessoal não é descontado da folha de pagamento, o aposentado pode não perceber o quanto está comprometendo seu orçamento.

Outro cuidado, segundo a especialista, é pesquisar as taxas e não contratar na primeira empresa que visitar.

Quer pegar um consignado? Veja 7 cuidados

1) Preciso do dinheiro mesmo?

Segundo Alexandre, da Proteste, o crédito consignado é uma dívida como qualquer outra. Portanto, o aposentado deve fazer o empréstimo só em último caso.

2) Nada de manter padrão de vida com dinheiro do consignado

Não é aconselhável pegar empréstimo consignado para manter o padrão de vida que tinha antes. "A pessoa não vai conseguir fechar essa conta nunca", disse Marcela, do SPC Brasil.

3) Saiba dizer não para família

Na tentativa de ajudar um familiar ou amigo próximo, aposentados acabam pegando empréstimos para eles. "Se a pessoa está pedindo para pegar o empréstimo, é porque ela provavelmente está com problema financeiro e não vai ter dinheiro para pagar. É difícil dizer não para a família, para amigos próximos, mas é preciso", declarou Marcela.

4) Pesquise sobre a instituição financeira

Para evitar fraudes, o ideal é verificar a reputação da empresa antes de fazer a contratação e se ela está entre as instituições financeiras conveniadas ao INSS. A lista está no site do instituto.

5) Não olhe só para as parcelas

Quanto menor a parcela, maior o tempo que você vai pagar pelo empréstimo. Portanto, vale a pena fazer uma soma das prestações para comparar quanto pagará no final.

6) Cuidado para não contratar sem querer

Um "sim" em uma ligação ou em uma abordagem na porta da agência do INSS e até o apertar de um botão em um caixa eletrônico podem fazer você aceitar um empréstimo que nem precisava ou queria.

7) Leia o contrato atentamente

Nada de assinar o contrato sem antes ler tudo atentamente. Se ficar com dúvida, a orientação é pedir ajuda para um familiar ou especialista antes de fechar o negócio.

Como cobrar dívida de um amigo

UOL Notícias

Mais Economia