IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Juros


Compras com cartões crescem 18% em um ano e atingem R$ 461 bi no 3º tri

João José Oliveira

do UOL, de São Paulo

26/11/2019 11h03Atualizada em 26/11/2019 11h28

Resumo da notícia

  • No acumulado do ano, de janeiro a setembro, o uso dos cartões chegou a R$ 1,31 trilhão, com crescimento de 18%
  • Abecs projeta que o setor vai encerrar 2019 com um crescimento de 17,5% a 19% em volume de transações, atingindo R$ 1,84 trilhão
  • Volume de crédito nos cartões das associadas da Abecs atingiu em setembro R$ 1,93 trilhão, com a inadimplência de 6,4% no cartão

As compras com cartões de crédito, débito e pré-pagos movimentaram R$ 461 bilhões no terceiro trimestre de 2019, um crescimento de 18% em comparação com igual período do ano anterior, segundo dados da Abecs, associação que representa o setor de meios eletrônicos de pagamento.

A Abecs projeta que o setor vai encerrar 2019 com um crescimento de 17,5% a 19% em volume de transações, atingindo R$ 1,84 trilhão. O presidente da Abecs, Pedro Coutinho, disse que a liberação de recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e do 13º salário, juntamente com a retomada do emprego, vão estimular o consumo nesse último trimestre do ano.

Segundo a entidade, as transações com cartões de crédito no terceiro trimestre seguem com maior peso no total, com R$ 291,6 bilhões e crescimento de 19,3%. Os cartões de débito somaram R$ 163,9 bilhões (aumento de 14%) e os cartões pré-pagos, R$ 5,4 bilhões (avanço 85,5%).

Acumulado do ano

No acumulado do ano, de janeiro a setembro, o uso dos cartões chegou a R$ 1,31 trilhão, com crescimento de 18% em relação ao mesmo intervalo de 2018. Em quantidade de transações, todas as modalidades de cartão juntas registraram R$ 15,9 bilhões, também no acumulado, o que representa um crescimento de 17,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo dados do Banco Central, o uso do cartão de crédito por brasileiros no exterior entre janeiro e setembro somou R$ 25,5 bilhões (US$ 6,6 bilhões), registrando um avanço de 6,9%. Por outro lado, os gastos de estrangeiros no Brasil tiveram incremento de 3,4%, chegando a R$ 12,3 bilhões (US$ 3,2 bilhões).

Crédito

O volume de crédito nos cartões das associadas da Abecs atingiu em setembro R$ 1,93 trilhão, com a inadimplência de 6,4% no cartão.

O presidente da Abecs, Pedro Coutinho, destacou o crescimento do celular como principal plataforma para compras não presenciais. A participação desse dispositivo saltou de 53% para 72% entre 2017 e 2019 e continua muito acima dos demais canais, como o laptop (30%), o desktop (28%) e o tablet (4%).

O executivo afirmou que a entidade tem como meta deixar mais transparentes as taxas cobradas dos consumidores. Sobre os custos para os lojistas, Coutinho disse que o setor está reduzindo a taxa de redesconto (MDR). Segundo a entidade, a taxa de redesconto caiu de 2,53%, há dez anos, para 1,86%, em 2019. No crédito, essa taxa é mais elevada, de 2,27% (ante 2,98% dez anos atrás). No débito, o custo é de 1,14%, ante 1,57% em 2009.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Entenda o que é o spread bancário e a relação com os juros que você paga

UOL Notícias

Juros